SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número4Resposta dos autoresParto no Domicílio índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Acta Obstétrica e Ginecológica Portuguesa

versão impressa ISSN 1646-5830

Acta Obstet Ginecol Port vol.11 no.4 Coimbra out. 2017

 

NORMAS DE ORIENTAÇÃO CLÍNICA/GUIDELINES

Imersão em água durante o trabalho de parto

Immersion in water during labor and delivery

SPOMMF


 

Relativamente à imersão em água durante o trabalho de parto, a maioria dos estudos são limitados na sua capacidade para detetar diferenças em desfechos raros.

Assim, face às recomendações internacionais, a SPOMMF propõe:

A imersão em água durante o trabalho de parto poderá ser oferecida a mulheres saudáveis, com gravidez não complicada, entre as 37-41 semanas1;

Poderá ser oferecida a oportunidade de imersão em água durante o 1º estadio do trabalho de parto como forma de analgesia2, uma vez que a evidência demonstrou que: i) diminui a necessidade de analgesia epidural (RR 0,90; IC 95%; 0,82-0,99), mas sem diferenças na analgesia opióide1,3; ii) diminui a duração do 1º estadio (- 32,4 minutos em média; IC 95%; -58,7 a -6,13)3; iii) não se verificaram diferenças nos traumatismos perineais, perineotomias, partos instrumentados e cesarianas3; iv) não aumentou a taxa de infeção (RR 0,99; IC 95%; 0,5-1,96).3

Relativamente ao 2º estadio de trabalho de parto (período expulsivo) na água, a gestante que solicite a sua realização em água deve ser informada que NÃO HÁ estudos suficientes para apoiar ou dissuadir o seu pedido, em termos de benefícios e riscos. No entanto, existem complicações neonatais raras, mas graves, associadas a este tipo de escolha1, nomeadamente risco de aspiração de água com hiponatremia e convulsões3 e risco de infeção (por pseudomonas e legionella).3

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. American College of Obstetricians and Gynecologists' Committee on Obstetric Practice. Committee Opinion nº. 679: Immersion in water during labor and delivery. Obstet Gynecol 128: e231-e236 (2016).

2. NICE. Intrapartum care for healthy women and babies: NICE clinical guideline nº 190. Vol. 2017 (National Institute for Health and Care Excellence, 2014).         [ Links ]

3. Cluett ER & Burns E. Immersion in water in labour and birth. Cochrane Database Syst Rev, CD000111 (2009).

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons