SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 número1Resposta ventilatória durante a prova de 400 metros livres: associações com a prestaçãoAptidão física, estudo de alunos do 3º ciclo dos concelhos de Torre de Moncorvo e Vila Nova de Gaia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Motricidade

versão impressa ISSN 1646-107X

Motri. v.4 n.1 Santa Maria da Feira mar. 2008

 

Somatotipia e antropometria na seleção brasileira de voleibol

 

Breno Guilherme de Araújo Tinoco Cabral 1, 2,

Suzet de Araújo Tinoco Cabral 1, 2,

Gilmario Ricarte Batista 1,

Jose Fernandes Filho3  

Maria Irany Knackfuss 1, 2 

 

1- Programa de pós-graduação do centro de ciências da saúde da universidade federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal-RN.

2- Laboratório de Biociências e da Motricidade Humana, LABIMH-UFRN, Natal-RN.

3- Universidade federal do Rio de Janeiro, UFRJ

 

 

RESUMO

A elaboração de perfis de características que possam servir de parâmetros nas diferentes categorias e o investimento feito em estudos científicos dentro do voleibol brasileiro tem mostrado uma grande importância para o desenvolvimento de novas gerações. Nesse contexto, o estudo descritivo em questão objetiva analisar importantes características, como as somatotípicas e antropométricas das seleções brasileiras de voleibol na categoria infanto-juvenil. A população foi composta por 33 atletas das referidas seleções, 14 deles convocados para a seleção brasileira masculina e 19 para a seleção brasileira feminina. Utilizamos uma balança e estadiômetro de precisão para verificação das características antropométricas e o método somatotipologico de Health & Carter para verificação da somatotipia. A seleção masculina apresentou como resultados médios: Idade=16,71; estatura=195,9; peso corporal=87,4; endomorfia= 1,26; mesomorfia= 3,18 e ectomorfia= 3,8; por sua vez a seleção feminina apresentou Idade=15,9; estatura=181,6; peso corporal=67,4; endomorfia= 3,09; mesomorfia= 2,21 e ectomorfia= 3,88. A partir dos resultados, podemos concluir que as seleções em questão possuem características semelhantes as das seleções adultas de alto rendimento, apresentando na somatotipia predominância do componente ectomorfico, sendo esse um dado de grande importância diante das exigências atuais do alto rendimento do voleibol, o que mostra o alto nível do grupo estudado.

Palavras-chave: ectomorfia, genética, desempenho motor.

 

 

Somatotype and anthropometry in brazilian national volleyball teams

ABSTRACT 

The elaboration of profile characteristics that can serve as parameters in the different categories and investment in scientific studies of Brazilian volleyball have shown their importance in developing new athletes. In this sense, the objective of the descriptive study in question was to analyze important characteristics such as somatotype and anthropometry in the Brazilian under-17 and under-18 national  teams, respectively. The population was composed of 33 (14 females and 19 males) athletes from the aforementioned teams. We used a high-precision scale and stadiometer to verify anthropometric characteristics and Heath & Carter’s method to evaluate somatotype. The men’s team obtained the following mean results: Age = 16.71; height = 195.9cm; body weight = 87.7kg; endomorphy = 1.26; mesomorphy = 3.18 and ectomorphy = 3.8; while the women’s results were: Age = 15.9; height = 181.6cm; body weight = 67.4kg; endomorphy = 3.09; mesomorphy = 2.21 and ectomorphy = 3.88. We can conclude from the results that the teams in question have similar characteristics to those of the high-performance adult teams, and exhibit a predominance of the ectomorphic component of the somatotype. This finding is of great importance, given the current demands of high-performance volleyball, and shows us the high level of the group studied.

Keywords: ectomorphy, genetic, psycholmotor performance.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS:

1- Cabral SAT, Policarpo FB, Cabral BGAT, Knackfuss MI, Medeiros HJ, Fernandes Filho J. A seleção brasileira de voleibol infanto-juvenil feminina e o seu perfil dermatoglífico. Acta Cirúrgica Brasileira. Vol.20  p.22-26.São Paulo 2005        [ Links ]

2- Dutra LN, Lerbach AM, Damasceno VO, Silva AC, Viana JM, Lima JRP. Perfil da seleção brasileira juvenil masculina de voleibol de 2003. Boletim da Federação Internacional de Educação Física. V.74 pp.162-165. 2004.

3- Medina MF, Fernandes Filho J. Identificação dos perfis genético e somatotípico que caracterizam atletas de voleibol masculino adulto de alto rendimento no Brasil. Revista Fitness & Performance Journal. Vol 1. n.4. Rio de Janeiro: COBRASE, 2002.

4- Fernandes Filho, J. Impressões Dermatoglíficas – Marcas genéticas na seleção dos tipos de esporte e lutas (a exemplo de desportista do Brasil). Tese de Doutorado. Moscou. URSS, 1997.

5- Silva LRR, Bohme LTS, Uezu R, Massa M. A utilização de variáveis cineantropométricas no processo de detecção, seleção e promoção de talentos no voleibol. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 11, n. 1. Brasília, 2003.

6- Massa M, Silva LRR, Bohme LTS, Uezu R, Massa ICM . Somatotipo de atletas de voleibol feminino nas diferentes categorias competitivas. [on line] Disponível na internet. http://www.talentoesportivo.hpg.ig.com.br/massa/resumo_massa010.html pesquisado em 20/11/2005.

7- International Society of Advance of the Kinesiantrometric – ISAK. Apostila de curso. Rio de Janeiro, 2000.

8- Marins JCB, Giannichi RS. Avaliação e prescrição de atividade física: Guia prático. 3a ed. Rio de Janeiro: Shape  2003.p. 74-88.

9- Castanhede ALK, Dantas PMS, Fernandes Filho J. Perfil dermatoglífico e somatotípico de atletas de futebol de campo masculino, de alto rendimento no Rio de Janeiro – BRASIL. Fitness & Performance Journal. Rio de Janeiro: COBRASE. 2003; 02(04):234-39

10- Massa M, Bohme MTS. A problemática dos processos de promoção de talentos para o esporte e a sua relação com o voleibol de alto nível. [on line] Disponível na internet. http://www.talentoesportivo.hpg.ig.com.br/massa/resumo_massa002.html pesquisado em 05/12/05

11- Thomas JR, Nelson JK. Métodos de pesquisa em atividade física. Porto Alegre: Artmed, 2002.

12- Carter JEL, Heath BH. Somatotyping development and applications. New York-USA: Cambridge University Press, 1990.

13- Massa M, Bhome MTS, Silva LRR, Uezu R. Analises de referenciais cineantropometricos de atletas de voleibol masculino envolvidos em processos de promoção de talentos. Revista Mackenzie de educação física e esporte. Ano.2 n.2, 2003.

14- FIVB. Federação internacional de voleibol. [on line] Disponível na internet. http://www.fivb.org/EN/volleyball/index.asp

15- Rocha MA, Dourado AC, Gonsalves HR. Estudo do somatotípo da seleção brasileira de voleibol categorias- infanto-juvenil e juvenil-1995. Revista da associação dos professores de educação física de londrina. V 11, N 19, P.21-30, 1996.

16- Massa M, Massa ICM, Souza MT, Bhome MTS. Estudo do somatotípo de atletas de voleibol masculino do E.C. Banespa nas categorias infanto-juvenil e juvenil. [on line] Disponível na internet. http://www.talentoesportivo.hpg.ig.com.br/resumo_massa006.html

17- Zarry JCF. Comparação do perfil dermatoglífico e somatotípico dos atletas de voleibol masculino adulto, juvenil e infanto-juvenil, de alto rendimento no brasil.2005. Dissertação (mestrado em ciência da motricidade humana) Universidade Castelo Branco, Rio de Janeiro, Brasil.

18- Medina MF. Identificação dos perfis genéticos e somatotípico que caracterizam atletas de voleibol masculino de alto rendimento no Brasil. 2000. 191f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Motricidade Humana) Universidade Castelo Branco, Rio de Janeiro.  www.efdeportes.com/efd56/ludico.htm pesquisado em 21/07/2005

19- Cabral SAT, Cabral BGAT; Bezerra FP. Correlation betweem dermatoglyphic characteristics and explosive force in female under-17 volleyball players. FIEP bulletin, Foz do Iguaçu. V.5, p.26-28, 2005

20-Cabral SAT, Rego SASJ, Fernandes Filho J. Características dermatoglíficas, somatotípicas e das qualidades físicas da seleção infanto-juvenil de voleibol do estado do Rio Grande do Norte. Fiep Bulletin. Foz de Iguaçú. 2004; Vol 74: 695-99.

21- Cabral BGA, Cabral SAT, Fernandes Filho J. Estudo comparativo do perfil dermatoglífico e antropométrico nos diferentes níveis de qualificação esportiva em equipes infanto-juvenis de voleibol. Fiep Bulletin. Foz de Iguaçú. 2005; Vol 75: 601-05.

 

 

Trabalho realizado no Programa de pós-graduação do centro de ciências da saúde da universidade federal do Rio Grande do Norte Natal-RN Brasil. Os procedimentos realizados foram previamente autorizados pelo Comitê de ética responsável (parecer N◦059/2005)

 

Breno Guilherme de Araújo Tinoco Cabral: Av Amintas Barros, 3675, Condomínio Jardim Portugal apto 1801, Lagoa nova Cep: 59075-250, Natal-RN

Email: suzet@ufrnet.br

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons