SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 número2Utilização da percepção subjectiva do esforço para Monitorização da Intensidade do Treino de Força em IdososCK Sérica é modulada por exercício mas não por suplementação de creatina índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Motricidade

versão impressa ISSN 1646-107X

Motri. v.3 n.2 Santa Maria da Feira abr. 2007

 

Actividade física e bem-estar psicológico - Perfil dos participantes no programa de exercício e saúde de Rio Maior

 

Luís Cid

Carlos Silva

José Alves

 

Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Departamento de Psicologia e Ciências Sociais do Desporto

 

Resumo

Hoje em dia existem amplas evidências científicas de que a actividade física regular tem benefícios inquestionáveis para a saúde física e psicológica, que por sua vez são causadores de um impacto significativo no bem-estar geral do sujeito em todas as idades. Desta forma, foi objectivo principal do nosso trabalho, estabelecer um perfil psicológico dos sujeitos aderentes aos programas de exercício e saúde, baseado nas seguintes variáveis: motivação, estados de humor, depressão, ansiedade e stress. Para tal propósito, estudámos uma amostra composta por 70 indivíduos de ambos os sexos (67 femininos e 3 masculinos), com uma média de idades de 36.90±15.4 anos (entre os 17 e os 71). Todos pertencem aos cinco centros de prática desportiva, inseridos no programa de exercício para a saúde “Mais Desporto, Mais Saúde”, da Câmara Municipal de Rio Maior. Os instrumentos de avaliação utilizados para o efeito foram os seguintes: EMI-2 (Exercise Motivations Inventory); POMS (Profile of Mood States); DASS (Depression, Anxiety and Stress Scales). Com os resultados obtidos pudemos concluir que as principais razões que levam os indivíduos a aderir a este tipo de programas são os factores associados à saúde, ou seja, apresentam um perfil de uma pessoa que procura a actividade física para se manter saudável (e.g. Manter-se Saudável 4.48±0.61 e Revitalização 4.31±0.64), uma vez que esta lhe provoca sensação de vigor (i.e. bem-estar físico ou mental). Este sentimento reflecte-se nos valores altos dos estados positivos de humor (e.g. vigor 2.28±0.87), bem como, nos baixos valores encontrados nos níveis de depressão (0.47±0.61), ansiedade (0.49±0.58) e stress (0.81±0.61).

Palavras-chave: Psicologia do exercício, bem-estar psicológico, exercício e saúde

 

Physical activity and psychological well-being – Rio Maior participants profile in the exercise and health program

 

Abstract

Nowadays several scientific evidences tell us that the regular physical activity has unquestionable benefits for physical and psychological health, and that causes a significant impact in general well-being into people of all ages. The purpose of this study was to evaluate and establish a psychological profile of the adherence to exercise and health programs, based in the following variables: motivation, mood states, depression, anxiety and stress. For such, we studied a sample of 70 individuals, of both genders (67 females and 3 males), with 36.90±15.4 years old of mean age (between 17 and the 71). All of them are participants of the five sport centers that compose the exercise and health programme "More Sport, More Health", of Rio Maior town council. The measurement instruments were the following: EMI-2 (Exercise Motivations Inventory); POMS (Profile of Mood States); DASS (Depression, Anxiety and Stress Scales). Results show that the main reason to engage individuals in this kind of programs are health related factors. In other words, individuals present a profile that seeks physical activity to be healthy (e.g. Being Healthy 4.48±0.61 and Revitalization 4.31±0.64), because that gives sensations of vigor-activity (i.e. physical or mental strength). This feeling reflects the higher value of positive mood states (e.g. vigor 2.28±0.87), also the lower values of depression (0.47±0.61), anxiety (0.49±0.58) and stress (0.81±0.62).

Keywords: Exercise psychology, psychological well-being, exercise and health

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF

Full text only available in PDF

 

 

Referências

1 Alves J (2005). Exercício e saúde: adesão e efeitos psicológicos. Psychologica 39:57-73;        [ Links ]

2 Alves J, Lourenço A (2003). Tradução e adaptação do Questionário de Motivação para o Exercício (Exercise Motivation Inventory2 – EMI2). Desporto.investigação & Ciência 2: 3-11;

3 Alves J, Romero F, Moutão J (2005). Motivations of portuguese elderly to exercise. In: Morris T (Ed). Proceedings of the ISSP 11th World Congress of Sport Psychology. Sydney: ISSP (CD-Rom);

4 Berger B, Pargman D, Weinberg R (2002). Foudations of Exercise Psychology. Morgantown: Fitness Information Technology.

5 Biddle S (1995). Exercise motivation across the life span. In: Biddle S (Ed). European Perspectives on Exercise and Sport Psychology. Champaign: Human Kinetics, 3-25;

6 Biddle S, Mutrie N (2001). Psychology of Physical Activity: Determinants, well-being and interventions. London: Routledge, Taylor & Francis Group;

7 Bueno A (2002). Psicología del ejercicio y bienestar. In: Serpa S, Araújo D (Eds). Psicología do Desporto e do Exercício. Lisboa: Edições FMH, 87-103;

8 Buckworth J, Dishman R (2002). Exercise Psychology. Champaign: Human Kinetics;

9 Cruz J, Machado P, Mota M (1996). Efeitos e benefícios psicológicos do exercício e da actividade física. In: Cruz J (Ed). Manual de Psicologia do Desporto. Braga: Sistemas Humanos e Organizacionais, 91-116;

10 Dosil J (2004). Psicologia de la Actividad Física y del Deporte. Madrid: McGraw Hill.

11 Forum Mondial (1995). Physical activity, health and well-being. In: Forum mondial sur l’activité physique et le sport. Québec: Forum mondial sur l’activité physique et le sport.

12 Franco S, Moutão J (2003). Programas de promoção de saúde “Mais Desporto, Mais Saúde”. In: Seabra A, Catela D, Romero F, Moutão J, Pimenta N, Santos R, Franco S (Eds). Investigação em Exercício e Saúde. Rio Maior: Edições ESDRM, 181-187;

13 Internacional Society of Sport Psychology (1992). Physical activity and psychological benefits. A position statement. The Sport Psychologist 6:199-203;

14 Lourenço A, Alves J, Silva A (2003). Motivações para a aderência ao exercício físico em populações especiais. In: Seabra A, Catela D, Romero F, Moutão J, Pimenta N, Santos R, Franco S (Eds). Investigação em Exercício e Saúde. Rio Maior: Edições ESDRM, 157-166;

15 Lovibond P, Lovibond S (1995). Manual for the Depression Anxiety Stress Scales. Sydney: Psychology Foundation of Australia;

16 Macedo, J. e Silva, C. (2005). Motivação para a prática de actividade física no Concelho de Rio Maior. In: Vitorino A, Ramires A, Borrego A, Silva C, Martins J, Alves J, Cid L, Gouveia M, Almeida P, Sobreiro P (Eds). Actas do Congresso Internacional de Psicologia do Desporto e da Actividade Física. Rio Maior: Edições ESDRM (CD-Rom);

17 Mota J (2003). Actividade física e saúde na população infanto-juvenil. Referências e reflexões. In: Seabra A, Catela D, Romero F, Moutão J, Pimenta N, Santos R, Franco S (Eds). Investigação em Exercício e Saúde. Rio Maior: Edições ESDRM, 8-19;

18 Moutão J, Alves J, Silva C (2003). Motivos para a prática de exercício físico. In: Seabra A, Catela D, Romero F, Moutão J, Pimenta N, Santos R, Franco S (Eds). Investigação em Exercício e Saúde. Rio Maior: Edições ESDRM, 201-210;

19 Moutão J, Alves J (2004). Diferenças de motives para a prática de actividades de fitness tendo em conta o género. In: Dosil J, Prieto D (Eds). Actas do 1º Congresso Galego-Português de Psicologia da Actividade Física e do Desporto. Pontevedra: Universidad Vigo, 22-27;

20 Moutão J, Alves J (2005). Motivos para a prática de actividades de fitness. In: Vitorino A, Ramires A, Borrego A, Silva C, Martins J, Alves J, Cid L, Gouveia M, Almeida P, Sobreiro P (Eds). Actas do Congresso Internacional de Psicologia do Desporto e da Actividade Física. Rio Maior: Edições ESDRM (CD-Rom);

21 Moutão J, Dutra D, Romano M, Barata N (2006). Estados de humor em idosos participantes e não participantes num programa de actividade física. In: Palmeira A (Ed). Livros de Resumos do Simpósio Exercício, Desporto e Saúde: Sinergias da Psicologia e Medicina. Lisboa: Universidade Lusófona (CD-Rom);

22 Moutão J, Cid L, Silva H, Alves J (in press). Effect of two different cardiovascular training protocols on mood states of exercisers. In: Actas do 12th European Congress of Sport Psychology: Sport and Exercise Psychology – Bridges between disciplines and cultures. Athos Palace, Halkidiki;

23 Nunes P, Palmeira A (2006). Psychological effects of exercise: A study of the association with psychosocial adherence variables in adults. In: Palmeira A, Araújo D, Passos P (Eds). Book of Abstracts 3rd Annual Metting ENYSSP Workshop 2006. Lisboa: Universidade Lusófona (CD-Rom);

24 Palmeira A, Martins S, Pombo R, Krug P. (2006). Can exercise by itself promote subjective well-being to everyone? Interactions between variables from the transtheoretical model and subjective well-being. In: Palmeira A, Araújo D, Passos P (Eds). Book of Abstracts 3rd Annual Metting ENYSSP Workshop 2006. Lisboa: Universidade Lusófona (CD-Rom);

25 Pinto C, Martins S, Palmeira A (2006). Study of physical activity effects on levels of stress, depression, anxiety and emotions in a college environment. In: Palmeira A, Araújo D, Passos P (Eds). Book of Abstracts 3rd Annual Metting ENYSSP Workshop 2006. Lisboa: Universidade Lusófona (CD-Rom);

26 Romero F, Alves J (2004). Efectos psicológicos de un programa combinado de ejercicio físico y de educación nutricional en una población de diabéticos. In: Dosil J, Prieto D (Eds). Actas do 1º Congresso Galego-Português de Psicologia da Actividade Física e do Desporto. Pontevedra: Universidad Vigo, 38-52;

27 Salvador M, Palmeira A (2006). Benefícios psicológicos do exercício para os idosos. In: Palmeira A (Ed). Livros de Resumos do Simpósio Exercício, Desporto e Saúde: Sinergias da Psicologia e Medicina. Lisboa: Universidade Lusófona (CD-Rom);

28 Samulski D (2002). Psicologia do Esporte. S.Paulo: Editora Manole;

29 Silva C, Martins S, Borrego C (2006). Motivação para a prática de actividade física em ginásios de Leiria. In: Almeida P (Eds). Actas do V Congresso Luso-Espanhol de Psicologia do Desporto e da Actividade Física. Lisboa: ISPA (CD-Rom);

30 Vasconcelos-Raposo J (2004). Bem-estar psicológico, prática de exercício físico, auto-estima e satisfação corporal. In: Dosil J, Prieto D (Eds). Actas do 1º Congresso Galego-Português de Psicologia da Actividade Física e do Desporto. Pontevedra: Universidad Vigo, 1-15;

31 Viana M, Almeida P, Santos R (2001). Adaptação portuguesa da versão reduzida do perfil de Estados de Humor – POMS. Análise Psicológica 19(1):77-92;

32 Weinberg R, Gould D (1995). Foundations of Sport and Exercise Psychology. Champaign: Human Kinetics;

 

 

Data de submissão: Dezembro 2007

Data de Aceite: Abril 2007

 

Correspondência:

Luís Cid

Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Departamento de Psicologia e Ciências Sociais do Desporto

Rua José Pedro Inês Canadas, Lote 1 – R/ch

2040-326 Rio Maior

luiscid@esdrm.pt

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons