SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número8O Ensino de Inglês como língua estrangeira: um estudo de caso sobre a competência comunicativa desenvolvida nos alunos do ensino médioOs Professores e as TIC: um estudo sobre competências,atitudes e modos de uso numa Escola do ensino técnico-profissional índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.8 Lisboa jul. 2006

 

Elza Ferreira Santos

2006

 

Mulheres entre o lar e a escola: os porquês do magistério

Orientação: Prof. Doutor António Teodoro

 

Esta dissertação se propõe revelar e compreender as razões por que as mulheres escolhem o magistério como sua profissão. Mais, por que dedicaram ao magistério grande parte de sua vida. Certamente, as suas histórias se misturam com a história da escola e com a historia politica e económica do país em que vivem.

Foram quatro as mulheres escolhidas. Duas já estão aposentadas há vinte anos; as outras duas estão há vinte anos em atividade.Todas elas ensinaram ou ensinam no ensino fundamental. As vozes delas foram colhidas por meio de entrevistas abertas e, assim, se pôde aproximar do cotidiano. Um cotidiano que se relaciona diretamente com o dia-a-dia de suas familias, de sua formacão escolar e profissional. Um cotidiano que, inevitavelmente, se compromete com os tempos atuais e, consequentemente, com as implicações que perpassam o universo educacional, sejam de ordem ideológica como as questões politicas, sejam de ordem da prática pedagógica como as questões tecnológicas.

As vozes das professoras se misturaram com as ideias dos teóricos e estudiosos de gênero e “de educação, principal mente. Das primeiras, foram verificados, prioritariamente, seus anseios, os porquês que as levaram ao magistério. Das últimas, foram consideradas suas análises, suas explicações, naturalmente. A partir dai, foi estabelecido um diálogo entre as vozes da academia e as vozes das histórias colhidas. Nesse diálogo, houve concordâncias e discordâncias, mas, acima de tudo, houve a tentativa de perceber e de entender como a vida de pessoas tão singulares interage com os aspectos sociais que permeiam a vida de uma escola.

Enfim, a dissertação desmistifica algumas imagens - vocacionadas, tias, mães espirituais - que circulam explicando superficialmente a escolha do magistério pelas mulheres. Assim, foi importante ouvi-las, pois uma parte da verdade, senão toda, estava com elas.

 

 

This dissertation proposes to reveal and comprehend the reasons why women choose teaching as their profession. More than this, why they have dedicated to teaching a considerable part of their lives. Certainly, their histories mix with the history of the school where they teach and with the economic and political history of the country where they live.

Four women have been chosen. Two of them are already been retired for 20 years; the other two have been teaching for 20 years. All of them have taught or still teach elementary. Their voices were taken through open interviews and this way, it was possible to approach the scholar routine. A routine that relates directly to their families day-by-day, their school and professional upbringing. A routine that inevitably, compromises with modem times, and consequently, on the implications that go through the educational universe, no matter if they are of ideological order as the political questions, or if they are related to pedagogical practice as the tecnological questions.

The teachers’ voices mix with the ideas of theorics and researchers of education and genders, especially. From the first two teachers, have been verified, at first, their expectations and also the reasons that led them to teaching. From the last ones, have been considered their analysis, their explanations, naturally.

Then, it was established a dialogue between the academy voices and the voices of stories taken. In this dialogue, there were agreements and disagreements, but, above all, there was the try to perceive and to understand how the life of such peculiar people interact with the social aspects which are inserted in the life of a school.

Finally, the dissertation desmistify some images -vocational, aunts, spiritual mothers -that irculate, supeficially explaining the choice of teaching by the women.This way, it was important to hear them, because part of the truth, if not all of it, was with them.