SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número8Problemática da escolha de Curso do 9º para o 10º ano de escolaridade e a inserção na vida activaConcepções de liderança entre os professores da Academia Militar das Agulhas Negras: uma visão fenomenológica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.8 Lisboa jul. 2006

 

Renata de Mari Ribas Abraão

2006

 

Diagnóstico das causas que levam o adolescente precoce ao tabagismo

Orientação: Prof. Doutor Honório Menezes

 

 

O tabagismo pode produzir importantes alterações de saúde na adolescência. Muitos esforcos têm sido feitos para o tratamento do fumante, mas cada vez mais se tern consciência de que só as medidas de carácter preventivo podem atingir as causas do problema. Neste sentido, a presente dissertação tem como finalidade analisar as causas que levam o adolescente ao tabagismo e avaliar as implicações dos programas existentes de combate a este vicio. Analisaram-se as principais caracteristicas dos adolescentes, como a insatisfação, identificação com figuras parentais e muitas outras. Também os fatores principais que levam os jovens a fumar, a dependência da nicotina, as campanhas destinadas à população jovem para parar de fumar, o papel da escola no controle do tabagismo e a prevenção do tabagismo no contexto familiar. Uma pesquisa de campo foi realizada em Curitiba, Brasil, incluindo três populações: a) os adolescentes que estudam naquela escola, num total de 207 entrevistados, escolhidos aleatoriamente; b) 56 pais de adolescentes e, c) 21 professores. Observou-se que os adolescentes são mais propicios ao tabaco e que o consumo se deve as características do grupo etário: incapacidade em se envolverem nos acontecimentos, os desafios e a agressividade social. Os resultados indicam que os pais e os professores devem se assegurar de que os adolescentes saibam os efeitos prejudiciais do tabagismo, e tambem os incentivar, ter um relacionamento com os nao fumantes para minimizar o problema do oferecimento do cigarro.

 

 

Tabagism can cause important changes in teenagers’ health. Much effort has been put into the smoker’s treatment, and we are becoming more conscious that only preventive actions can reach the problem causes. This work aims to analyze the causes that lead teenagers to tabagism and evaluate the implications of the existing programs for combating this addiction. It was analyzed the most important teenagers’ characteristics such as dissatisfaction, identification with the parental figures and others; and also the main factors leading teenagers to smoke, to be nicotine dependent, the campaigns to make them stop smoking, the school role in controlling tabagism and its prevention in the familiar context.A field research was carried out in Curitiba, Brazil, including three populations: a) teens from this school, totaling 207 interviewees chosen randomly; b) 56 teenagers’ parents; and c) 21 teachers. It was observed that teens are more inclined to consuming tobacco due to agegroup characteristics: ability to deal with social issues, defiance and aggressiveness. The results indicate that parents and teachers must ensure that tees know the harmful effects of tabagism, and also to encourage them to have a relationship with non smokers to minimize the problem of cigarette offering.