SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número6Dificuldades de crianças na aprendizagem da leitura na 1.ª Série do Ensino Fundamental da rede pública de ensinoPETI: uma abordagem crítica de um programa de erradicação do trabalho infantil no Nordeste brasileiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.6 Lisboa  2005

 

Melita Cichoski (2005)

A Educação Ambiental. Estudo sobre o currículo do Ensino Médio e as dificuldades de implementação de um projeto interdisciplinar em escolas públicas de Curitiba – Paraná

Orientação: Prof. Doutor José B. Duarte

Este estudo verificou como vem sendo realizada a implantação e a implementação de projectos interdisciplinares que contemplam a Educação Ambiental em duas escolas públicas de Ensino Médio de Curitiba-Paraná. Especificamente, analisou a Proposta Pedagógica do Ensino Médio, verificando a importância dada à Educação Ambiental; descreveu quais os projectos de Educação Ambiental que vêm sendo desenvolvidos nas duas escolas públicas estaduais de Ensino Médio; verificou junto aos coordenadores e docentes quais os factores que interferem na implantação e implementação de um projecto interdisciplinar de Educação Ambiental. Metodologicamente a pesquisa foi contextualizada nos preceitos dos estudos exploratórios. A acção de estudos foi dividida em duas etapas: pesquisa em fontes secundárias e primárias. A pesquisa em fontes secundárias ocorreu por meio de uma revisão bibliográfica enfocando o tema e as primárias por meio da análise documental e do inquérito junto de 12 (doze) docentes do Ensino Médio e de dois coordenadores pedagógicos de duas escolas públicas estaduais de Ensino Médio, localizadas no Município de Curitiba, Estado do Paraná, no período compreendido entre Abril e Maio de 2004. Mediante os resultados pode-se afirmar que a Educação Ambiental não tem um destaque no currículo de Ensino Médio das duas escolas públicas estaduais de Ensino Médio pesquisadas, de forma a proporcionar informações concretas sobre o que ensinar, quando ensinar e, como e quando avaliar; que a análise das propostas curriculares das duas escolas públicas estaduais de Ensino Médio não permite afirmar que a aprendizagem de atitudes relacionadas com a Educação Ambiental ocorre tanto por via curricular, no desenvolvimento de actividades específicas para este fim, quanto por via institucional, por meio das formas de organização da escola, das estruturas de poder, dos canais de participação entre outros; que o ensino hermeticamente fechado nas duas escolas públicas estaduais de Ensino Médio privilegia a teoria e reduz a prática pedagógica ao âmbito escolar com uma abordagem científica cartesiana dissociada da interdisciplinaridade e da ação conjunta, impossibilitando a compreensão do que deve ser exercido pelo ser humano, no sentido da solução de problemas que envolvem as questões ambientais; que os paradigmas educacionais vigentes não estimulam as duas escolas públicas estaduais de Ensino Médio pesquisadas quanto à organização de currículos que contemplem espaços de discussão de políticas e “troca” de métodos, informações e conhecimento que enfoquem a mudança de postura diante das questões ambientais e que a interdisciplinaridade não é um instrumento de aproximação das práticas pedagógicas, viabilizadoras de transformações que podem superar a fragmentação da prática nas duas escolas públicas estaduais de Ensino Médio pesquisadas. Concluiu-se que a Educação Ambiental é a incorporação de critérios sócio-ambientais, ecológicos, éticos e estéticos, nos objetivos didáticos da educação. Pretende construir novas formas de pensar incluindo a compreensão da complexidade e das emergências e inter-relações entre os diversos subsistemas, que compõem a realidade mas, está ainda muito distante de ser uma prática interdisciplinar no âmbito das escolas estaduais de Ensino Médio.

 

This study it verified as it comes being carried through the implantation and the implementation of projects that they contemplate the Ambient Education in two public schools of Average Education of Curitiba - Parana. Specifically, it analyzed the Proposal Pedagogical of Average Education, verifying the given importance the Environment Education; it described which the projects of Ambient Education that come being developed in the two State public schools of Average Education; it verified together to the coordinators and teachers which the factors that intervene with the implantation and implementation of a project to of Ambient Education. The research of methodogy was contexted in the rules of the explored studies. The action of studies was divided in two stages: research in secondary and primary sources. The research in secondary sources occurred by means of a bibliographical revision focusing the subject and the primary by means of the documentary analysis and of the inquiry next to 12 teachers of Average Education and two pedagogical coordinators of two state public schools of Average Education, located in the Been city of Curitiba of the Paraná, in the period understood between April and May 2004. By means of the results it can be affirmed that the Ambient Education does not have a prominence in the resume of Average Education of the two searched State public schools of Average Education, of form to provide concrete information on what to teach, when to teach and, as and when to evaluate; that the analysis of the curricular proposals of the two State public schools of Average Education does not allow to affirm that the learning of related attitudes the Ambient Education occurs in such a way through the curriculum, in the development of specific activities for this end, how much for it saw institutional, by means of the forms of organization of the school, of the structures of being able, the canals of participation among others; that closed education in the two State public schools of Average Education privileges the theory and reduces practical the pedagogical one to the pertaining to school scope with a disable cartesian scientific boarding of the interdisciplinary and the joint action, disabling the understanding of that must be exerted by the human being, in the direction of the solution of problems that involve the ambient questions; that the educational paradigms effective do not stimulate the two State public schools of Average Education searched how much the organization of resumes that contemplate spaces of quarrel of politics and “exchange” of methods, information and knowledge that ahead focus the change of position of the ambient questions and that the interdisciplinary is not a practical instrument of approach of the pedagogical ones, was of transformations that can surpass the spalling of practical in the two State public schools of searched Medium Education. It was concluded that the Ambient Education is the incorporation of partner-ambient criteria, ecological, ethical and aesthetic, in the didactic objectives of the education. It intends to construct new forms to think including the understanding of the complexity and of the emergencies and inter-relations between the diverse subsystems, that compose the reality but, it is still very distant of being one practical one to interdisciplinary in the scope of the State schools of Average Education.