SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número6Maturidade vocacional: estudo diferencial em alunos do 9.º Ano com e sem Programa de Orientação EscolarA Educação Ambiental. Estudo sobre o currículo do Ensino Médio e as dificuldades de implementação de um projeto interdisciplinar em escolas públicas de Curitiba - Paraná índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.6 Lisboa  2005

 

Maria Neusa dos Santos

Dificuldades de crianças na aprendizagem da leitura na 1.ª Série do Ensino Fundamental da rede pública de ensino

Orientação: Prof. Doutor Otávio Machado Lopes de Mendonça

O presente trabalho de pesquisa teve como objetivo investigar a génese das dificuldades de aprendizagem em leitura em crianças da 1.ª Série do Ensino Fundamental de escolas públicas de João Pessoa (Brasil). Aprender a ler e a escrever envolve procedimentos complexos e dependentes de fatores institucionais, socioculturais, individuais, biológicos e metodológicos que, juntos, possibilitam ou não tal aquisição pela criança. Aprender a ler é importante por se configurar como um dos requisitos necessários para que o indivíduo adquira outras aprendizagens. O lugar privilegiado que a leitura ocupa na vida escolar, social e cultural de uma criança, junto com a possibilidade de se apropriar de mais uma maneira de expressão, levou a autora a centrar o estudo na variável dificuldade em leitura. A metodologia usada nesta pesquisa orientou-se pelo modelo qualitativo, face ao problema investigado bem como aos objetivos que orientaram o trabalho. A população pesquisada foi composta de professoras e alunos de dez escolas selecionadas aleatoriamente, de acordo com o modelo de sorteio probabilístico, entre as escolas da região metropolitana no Município de João Pessoa, com amostra intencional composta de 19 professoras da 1.ª Série do Ensino Fundamental e da amostra intencional de 102 crianças da 1.ª Série, com dificuldades na aprendizagem em leitura. Foram realizadas três observações de sala de aula por meio do registro de atividade de uma aula, no qual se analisou a atitude do aluno durante a realização da tarefa, a atenção, o interesse, e, quanto à professora, sua metodologia e sua interação com os alunos. No primeiro momento foram observados todos os alunos da classe e, em seguida, os alunos que apresentavam a dificuldade na aprendizagem em leitura. O critério escolhido para essa seleção foi a indicação da professora, associada à observação da pesquisadora. A ficha de observação de uma aula ou grupo de alunos foi usada para se observar o ambiente escolar. Na análise das observações foi utilizada a pauta de análise da observação. Os resultados confirmam os relatos das professoras que revelaram várias razões para as dificuldades de seus alunos e apontaram outras em relação à metodologia da professora, à avaliação das tarefas de sala de aula, à interação com os alunos, ao apoio e à mediação. A queixa das professoras referese a pais analfabetos, crianças preguiçosas, falta de atenção e desinteresse da criança e da família, timidez, medo de falar (ler), insegurança, troca de letras e omissões, questões reveladoras da falta de competência dos docentes para lidar com os problemas. A maioria afirma usar o método fonético, mas pouco sabem a respeito da sua aplicação, como também o método direto ou global. Algumas afirmam que usam vários métodos, incluindo o construtivismo, sem terem conhecimentos de sua real aplicação. A leitura, sendo um meio de comunicação importante na participação social, é um dos componentes do ensino da língua e por isso tem sido o centro das discussões na escola sobre a necessidade de se melhorar a qualidade da educação no país. No Ensino Fundamental, o eixo das discussões referentes ao fraco desempenho do aluno, tem sido a questão da leitura e da escrita. Concluiu-se que as dificuldades dos alunos são decorrentes da falta de condições dos docentes para exerceram o papel de alfabetizadores.

 

The main objective of this research is to inquire into the genesis of reading learning difficulties among children from first grade of public schools in João Pessoa (Brazil). Learning how to read and write involves complex procedures, which depend on institutional, individual, biological and methodological factors that together may allow children have this acquisition. Learning how to read is an important requirement for the individuals who want to get other knowledge. Considering the privileged spot that reading takes up in school and sociocultural life of a child the possibility of taking another range of expression, we are led to concentrate our studies on the difficulties of reading. The methodology that used the qualitative and quantitative models was guided by the investigated problems and also by the objectives of this research. The inquired population was made of teachers and students of ten randomly selected schools according to a raffle among metropolitan schools from João Pessoa with intentional samples formed by nineteen teachers and hundred and two children from the first grade of elementary school with the showing of reading learning difficulties from the latter. Three inclass observations were done through a class activity register in which the student’s attitudes during the task, the attention, the interest and the teacher’s methodology and interaction with the students were analyzed. At first, all the students were observed, and the students who had reading learning difficulties were carefully observed then. The chosen criterion for this selection was the teacher’s indication together with the researcher’s observation. A class or a group of students observation form was used to watch the school environment. The Observation Analysis Agenda was used. The given accounts from the teachers confirmed the results that showed many reasons for the difficulties of their students and pointed at other results related to the teacher’s methodology, in-class evaluation tasks, interaction with students, support and help. The teacher’s complaints refers to illiterate parents, lazy children’s and families’ lack of attention and interest, shyness, fear of talking (reading), insecurity, letters switching and omissions, which are revealing points to the teachers staff ’s lack of competence to deal with incidents. The majority of the teachers state they use the phonetic method but just a few is known about their application and direct and global methods while others state they use a variety of methods including constructivism, which also has its real applications unknown. Reading as an important mean of communication in social life is one language teaching component and that is why it has been the main reason for discussions in schools about the need of improving the quality of education in the country. In Elementary school the center of discussion about the students weak performance has been the matter of reading and writing. In a nutshell, the students’ difficulties exist because of the teacher staff ’s lack of condition to play the role of liters.