SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número6A avaliação do rendimento escolar. Um estudo sobre as conseqüências de um Programa de Avaliação centrado em testes padronizados no Estado do ParanáAinda há professores felizes. Histórias de vida de professores primários índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.6 Lisboa  2005

 

António Duarte Morais (2005)

Olhar fixo e mirada ausente. A Espanha representada nos manuais portugueses e o Portugal contado nos livros escolares espanhóis

Orientação: Prof. Doutor António Teodoro

O presente estudo investiga as representações de Espanha que se encontram contidas nos manuais portugueses de História e de Geografia do 2.º Ciclo do Ensino Básico (5.º e 6.º anos) e, analogamente, a imagem de Portugal que aparece nos livros escolares espanhóis das disciplinas e anos de escolaridade equivalentes. A análise incidiu, sobretudo, em alguns episódios que são comuns à História de Portugal e de Espanha, assim como as informações geográficas sobre o outro país que surgem nos livros analisados. Portugal e Espanha, dois países unidos pela sua geografia e com uma história paralela, mantiveram uma enorme separação afectiva e um abissal desconhecimento sobre o outro. Este estudo tinha como objectivo verificar se houve alteração da situação nas últimas três décadas, onde se registaram mudanças estruturais nos dois Estados. Verificou- se que, apesar de uma preocupação crescente sobre o “outro”, sobretudo no mundo académico e intelectual, continua a existir um olhar rígido sobre Espanha nos manuais portugueses. Do outro lado, constatou- se, uma pouca presença de Portugal nos livros escolares espanhóis. Apurou-se, também, que existem diferentes sensibilidades em relação a Portugal nas comunidades históricas espanholas, o que se traduz numa maior ou menor informação sobre o nosso país.

 

This study looks into the depiction of Spain as found in the Portuguese History and Geography schoolbooks of the second cycle of Basic School (5th and 6th grades), and correspondingly, the image of Portugal as it appears in the equivalent Spanish schoolbooks. Overall, the analysis centred around some of the incidents that are common both to the History of Portugal and the History of Spain, as well as geographic information about the other country portrayed in the analysed books. Portugal and Spain, two countries united through geography and with parallel histories, have maintained an enormous affective separation and an abyssal ignorance of each other. The aim of this study was to ascertain whether or not there has been any alteration in this situation in the last three decades during which both states have undergone structural changes. Although there has been an increasing preocupation with the ‘other’, namely in academic and intellectual circles, it was verified that Portuguese schoolbooks continue to display a stern perspective of Spain. On the other hand, Portugal was scarcely depicted in the Spanish books. In addition, it was established that different feelings about Portugal exist among the Spanish historical communities, which could mean that they possess more or less knowledge of Portugal.