SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número6Faire l’école, faire la classe.A avaliação do rendimento escolar. Um estudo sobre as conseqüências de um Programa de Avaliação centrado em testes padronizados no Estado do Paraná índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.6 Lisboa  2005

 

Amélia Neves Pereira (2005)

A construção de uma prática educativa moral e social na prevenção da (in)disciplina. Um estudo exploratório no 1.º Ciclo do Ensino Básico

Orientação: Prof. Doutor António Teodoro

Nesta dissertação apresenta-se um estudo exploratório sobre a prática pedagógica e a (in)disciplina no 1.º Ciclo do Ensino Básico, no âmbito do modelo pedagógico do Movimento da Escola Moderna Portuguesa. Procura-se fundamentalmente saber como é que os conceitos de disciplina/indisciplina são compreendidos e praticados de acordo com as regras de socialização elaboradas e aprovadas pelos alunos, numa estrutura específica de cooperação – o Conselho de Cooperação Educativa do modelo pedagógico do Movimento da Escola Moderna. Atribuise ainda um especial relevo à organização do trabalho de aprendizagem, à organização da sala de aula, ao desenvolvimento das actividades semanais, ao sistema de pilotagem de trabalho de cooperação e ao clima social da formação democrática. O estudo revela que o facto das turmas no seu contexto pedagógico terem instituído um espaço para o Diário de Turma e um tempo para o Conselho de Cooperação Semanal, permitiu fazer a regulação da vida e do trabalho na turma, o que ajudou a socializar os alunos e a desenvolver formas de cooperação entre eles. Por outro lado, o contexto de trabalho foi facilitador e promotor da autonomia, da liberdade e da responsabilidade assumindo grande importância no desenvolvimento pessoal, social e moral dos alunos. Nesta linha, entende-se que o comportamento humano adquire sentido em função do contexto, pois para se compreender a inter-relação dos diferentes elementos que o constituem é necessário entendê-lo como um todo.

 

In this paper is presented a study about pedagogic practice and the (in)discipline at the 1st grade of Basic School, in the context of the pedagogic model of the Portuguese Movement called Modern School. It was tried to understand how the discipline/indiscipline concepts are known and put into practice according the socialisation rules produced and approved by the students, in a specific structure of co-operation - the Board of Educational Co-operation of the pedagogic model of the Portuguese Movement called Modern School. A special importance was given to the organisation of learning work, to the organisation of the classroom space, to the development of weekly activities, to the cooperation work control system and to the social climate of democratic formation. The study shows that the fact of to have in the pedagogic context a class diary and some time allocated to the weekly co-operation board, allow to do a life and a work class regulation, that helps the students socialisation process and the development of new ways of co-operation among them. In other side, the work context was easy-making and promoting the autonomy, the freedom and the responsibility, assuming a large importance in the personal, social and moral development of the students. In this way, it is believed that the human behaviour acquires sense according to the context. So, to understand the inter-relation of the different elements, it is necessary to understand the whole.