SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número5Professores e encarregados de Educação. O que pensam uns dos outros sobre as funções que têm a desempenhar na vida escolarConstrução de uma trilha como perspectiva de novas oportunidades no contexto social: análise de Projeto de Regularização de Fluxo Escolar implantado no Estado da Bahia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.5 Lisboa  2005

 

Sônia Maria Marinho Camatta (2004)

O véu e a máscara: um contributo à compreensão dos processos e significados das avaliações de instituições de educação superior

Orientação:

Prof. Doutor João dos Reis Silva Júnior

 

Este estudo aborda o tema da avaliação de instituições de educação superior, focalizando sua implantação num centro universitário privado, de médio porte, face a dois paradigmas de avaliação - o Programa de Avaliação Institucional das Universidades Brasileiras (PAIUB), lançado em 1993, e as avaliações realizadas pelo Ministério da Educação, a partir de 1996, que acabaram por sobrepor-se e substituir o PAIUB. Investigou-se a concretização da Reforma da Educação Superior brasileira numa instituição por meio de um dos instrumentos das reformas - a avaliação institucional.

A partir da percepção dos atores avaliadores, procurou-se analisar o impacto das avaliações do MEC no Programa de Avaliação da instituição alvo. Optou-¬se pela pesquisa bibliográfica, documental, qualitativa e de opinião, sendo entrevistados professores, gestores e funcionários. O corpus documental utilizado na investigação centrou-se, sobretudo, na legislação educacional do período focalizado e nos documentos institucionais. A problemática desenvolveu-se em três etapas: primeiras experiências avaliativas da instituição; implantação do seu programa de auto-avaliação; e o advento das avaliações do MEC.

A análise mostrou que a auto-avaliação institucional sofreu o impacto das avaliações oficiais, caracterizadas pelo controle centralizado, com indicadores quantitativos e critérios norteados pela busca da eficiência como adequação às demandas do mercado, propondo-se medir a produtividade, a orientar os “clientes”, mediante ampla divulgação dos seus resultados na mídia. A percepção do impacto causado pela sobreposição dos dois paradigmas de avaliação desvelou urna trama de contradições.

 

 

The veil and the mask: a contribution to the understanding of the processes and meanings of the evaluation of higher education institutions

This work approaches the theme of the evaluation of higher education institutions by focusing on its implementation in a private university center of average size, in view of two evaluation paradigms - the Institutional Evaluation Program of the Brazilian Universities (PAIUB), launched in 1993, and the evaluations made by the Ministry of Education (MEC) since 1996, which eventually superposed and replaced the PAIUB. The realization of Graduate Education Reform in an institution was investigated by means of one of the reform instruments - the institutional evaluation.

Starting from the evaluators’ perception, an attempt was made to assess the impact of MEC evaluations in the Evaluation Program of the target institution. The bibliographic, documental, qualitative and opinion research was chosen, and teachers, employees and managers were interviewed. The documental corpus used in the investigation was mainly centered on the educational legislation of the period under analysis and on institutional documents. The work developed in three stages: the first institution’s evaluative experiences; the implementation of its self-evaluation program; and the arrival of MEC evaluations.

The analysis showed that institutional self-evaluation suffered the impact of official evaluations, characterized by centralized control with quantitative indicators and criteria oriented towards the search for efficiency to suit market demands, with the purpose of measuring productivity and guiding “clients”, through a broad publicity in the media of its results. The perception of the impact suffered by the superposition of the two evaluation paradigms unveiled a web of contradictions.

***