SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número5A formação inicial do professor para os anos iniciais da Educação Básica no Brasil e em Portugal. Uma análise contextual sobre as reformas educativas da década de 90As percepções sobre conceitos e práticas de interdisciplinaridade de professores do ensino médio na área das Ciências da Natureza, matemática e suas tecnologias índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.5 Lisboa  2005

 

Lígia Schiavon Ferreira Barrichello (2004)

A avaliação da aprendizagem em escolas públicas de ensino médio: um estudo sobre a cultura avaliativa dos professores

Orientação:

Prof.ª Doutora Zita Ana Lago Rodrigues

 

A análise do fenómeno da avaliação da aprendizagem escolar, com especial enfoque sobre a cultura avaliativa dos professores, nas escolas públicas de ensino médio, foi o alvo do presente trabalho de pesquisa. A proposta desse estudo originou-se de um interesse dual: num primeiro momento, desvendar possíveis causas de insucesso dos alunos na vida escolar, revelado por maus resultados avaliativos e, numa etapa conclusiva, contribuir com sugestões alternativas para o enriquecimento e melhoria qualitativa dos processos avaliativos e de seus resultados, lançando luz sobre a epistemologia do professor, que interfere diretamente na sua cultura avaliativa.

Em relação ao delineamento da investigação e à sua natureza metodológica, a opção foi pela pesquisa qualitativa, que utilizou como meios para a coleta de dados, o trabalho de campo, com questionário e entrevistas, precedido pelo estudo bibliográfico e documental. O universo de abrangência incidiu sobre quatro estabelecimentos públicos de ensino médio, da região central urbana do município de Campo Largo, Paraná (Brasil). Para amostragem, por acessibilidade, da população desse universo designou-se 20 % dos seus professores, que integraram a pesquisa, respondendo os instrumentos de inquirição propostos.

Como resultado obtido, por meio da coleta e análise dos dados revelou-se a presença nos professores, de uma cultura avaliativa híbrida, ou em transição, com raízes, às vezes muito fortes, com base no paradigma de educação tradicional e com ramificações matizadas pelo paradigma de educação progressista. Esse diagnóstico permitiu discernimentos sobre as prováveis origens de aspectos problemáticos, relacionados à avaliação, que estariam imbricados com o fracasso escolar. Conduziu também a algumas proposições de trabalho, mais contemporâneas, com potencial superador de anacronismos e deficiências.

 

 

Learning evaluation at public middle-education institutions: an analysis of teachers’ evaluation culture

The analysis of the phenomenon of the evaluation of educational learning, with a special focus on the teacher’s grading culture, in the public middle-school setting, was the objective of this research. The proposal for this study came out of a dual interest: firstly, to unveil the possible causes for the students’ unsuccessfulness in their academic life, revealing poor grading results, and, secondly, to contribute alternative suggestions for the enrichment and improvement of the grading processes and their results, throwing light upon the teachers’ epistemology, which directly interferes in their grading culture.

In relation to the outline of this investigation and its methodological nature, the option was for the qualitative research, which used field work as a means of gathering information, with questionnaires and interviews, preceded by a bibliographical and documental study. The universe of the research involved four public middle-school establishments, from the central urban area of Campo Largo County (Paraná, Brazil). For the demonstration, due to accessibility, 20% of the teachers who took part of the research, by answering the proposed questions, have been considered.

With the results obtained through the collecting and analysis of the facts a very hybrid culture of evaluation, or one in transition, has been revealed with roots sometimes too strong in the traditional educational paradigm and with ramifications extending as far back as the progressive educational paradigm. The diagnosis has also permitted insights into the possible origins of the problematic aspects related to evaluation, which would lead to academic failure. It has also led to some work proposals, more up-to-date, with the potential of overcoming anachronisms and deficiencies.