SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número2Locus de controlo na saúde: conceito e validação duma escala em adolescentes com diabetes tipo 1O autocuidado em mulheres portadoras de HIV/AIDS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Psic., Saúde & Doenças v.7 n.2 Lisboa  2006

 

 

Repercussões psicossociais, apoio social e bem-estar espiritual em mulheres com câncer de mama

Fernanda Silva Hoffmann, Marisa Campio Muller, & Antônio Luiz Frasson *

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUCRS, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Porto Alegre, RS, Brasil.

 

Resumo: A pesquisa teve como objetivos verificar as repercussões psicossociais do diagnóstico e do tratamento médico em mulheres com câncer de mama bem como identificar o Apoio Social e o Bem-Estar Espiritual percebido por elas. Método: estudo transversal, com amostra de 75 mulheres em acompanhamento médico. Os instrumentos da pesquisa foram: entrevista estruturada com dados sociodemográficos e clínicos, Questionário Norbeck de Apoio Social (NSSQ) e Escala de Bem-estar Espiritual (BEE). Para análise dos dados, utilizou-se o nível de significância de 5% (p≤ 0.05). Os resultados indicaram a presença de dificuldades psicossociais nas fases do diagnóstico e do tratamento. O Apoio Social foi percebido como proveniente principalmente de parentes próximos e o Bem-Estar Espiritual mostrou-se um recurso de ajuda importante, sendo o aspecto religioso o mais acentuado. Conclui-se que o serviço de saúde precisa atuar de forma mais continente em sua função de apoio, respeitando e entendendo a integralidade da mulher com câncer de mama, em seu aspecto biopsicossocioespiritual.

Palavras chave: Aspectos psicossociais, Apoio social, Bem-estar espiritual, Câncer de mama.

 

Psychosocial repercussion, social support and spiritual well-being in women with breast cancer

Abstract: This research has the goal of verifying the psychosocial repercussions of the diagnosis and medical treatment in women with breast cancer, as well as identifying the Social Support and Spiritual Well-Being perceived by them. Method: a cross study, with sample of 75 women in medical accompaniment. The research instruments were: structuralized interview with social-demographic and clinical data, Norbeck Social Support Questionnaire (NSSQ) and Scale of Spiritual Well-Being (SWB). For data analysis it was used p≤ 0.05. The results had indicated the presence of psychosocial difficulties in diagnosis and treatment stages. The Social Support was perceived as proceeding mainly from close relatives and the Spiritual Well-Being revealed itself as an important aid resource, being the religious aspect the most important one. In conclusion the health service has to be more effective in support actions, respecting and understanding the woman with breast cancer on the whole, in its biopsychosociospiritual aspect.

Key words: Breast cancer, Psychosocial repercussions, Social support, Spiritual wellbeing.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

Referências

Angerami-Camon, V.A (2002). O ressignificado da prática clínica e suas implicações na realidade da saúde. In V.A Angerami-Camon (Org), Psicologia da Saúde: Um novo significado para a prática clínica (pp. 7-21). São Paulo: Pioneira.

        [ Links ]

Bergamasco, R.B., & Ângelo, M. (2001). O Sofrimento de descobrir-se com Câncer de Mama: Como o Diagnóstico é Experienciado pela Mulher. Revista Brasileira de Cancerologia, 3(47), 277-282.

Carrol, S. (2000). Psychological response and survival in breast cancer. The Lancet, 355 (9201), 404-405.

Cassel, J. (1976). The contribution of the social environment to host resistance. American Journal of Epidemiology, 104, 107-123.

Cobb, S. (1976). Social support as a moderator of life stress. Psychosomatic Medicine, 38, 300-314.

Drageset, S., & Lindstrom, T. C. (2003). The mental health of women with suspected brest cancer: The relationship between social support, anxiety, coping and defence in maintaning mental health. Journal of Psychiatric and Mental Health Nursing, 10, 401-409.

Ellison, C.W. (1983). Spiritual well-being: conceptualization and measurement. Journal of Psychology and Theology, 11(4), 330-340.

INCA (2005a). Controle do câncer de mama: Documento de consenso [on-line]. Disponível em: http://www.inca.gov.br/publicacoes/Consensointegra.pdf (Acesso em 30.11.05)

INCA (2005b). Estimativas 2006 – Incidência de Câncer no Brasil [on-line]. Disponível em: http://www.inca.gov.br/estimativa/2006/ (Acesso em 30.11.05)

Kahn, R.L., & Antonucci, T.C. (1980). Convoys over the life course: Attachment, roles, and social support. In Baltes & Brim (Org.), Life-span development & behavior (vol. 3, pp. 253286). San Diego, CA: Academic Press.

Kornblith, A.B., Herndon, J.E., Zuckerman, E., Viscoli, C.M., Horwitz, R.I., Cooper, M.R., Harris, L.,Tkaczuk, K.H., Perry, M.C., Budman, D., Norton, L., & Holland, J.C. (2001). Social support as a buffer to the psychological impact of stressful life events in women with breast cancer. Cancer, 91(2), 443-454.

Luskin, F. (2000). Review of the effect of spiritual and religious factors on mortality and morbidity with a focus on cardiovascular and pulmonary disease. Journal of Cardiopulmonary Rehabilitation, 20(8), 8-15.

Marques, L.F. (2003). A saúde e o bem-estar espiritual em adultos Porto-Alegrenses. Psicologia Ciência e Profissão, 23 (2), 56-65.

Norbeck, J.S., Lindsey, A.M., & Carrieri, V.L. (1983 jan/fev). Further development of the norbeck social support questionnaire: normative data and validity testing. Nursing Research, 32(1), 4-9.

Northouse, L.L. (1989, oct). The impact of breast cancer on patients and husbands. Cancer Nursing, 12(5), 276-284.

Oneda, F.F.M., Sabbi, J.A.,& Vanz, L. (2004) A qualidade do atendimento aos pacientes do Hospital Cristo Redentor. Boletim da Saúde, 18(2), 71-77.

Pessini, L. (2002). Humanização da dor e sofrimento humanos no contexto hospitalar. Bioética, 10(2), 51-72.

Pietrukowicz, M.C.L.C. (2001) Apoio social e religião: uma forma de enfrentamento dos problemas de saúde. Dissertação de Mestrado. Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública. [on-line] Disponível em: http://portalteses.cict.fiocruz.br/transf.php?lng= pt&script=thes_thesislist&id=FIOCRUZENSP (Acesso em 05.12.05)

Ramirez, A.J., Richards, M.A., Jarrett, S.R., & Fentiman, I.S. (1995). Can mood disorder in women with breast cancer be identified preoperatively? British Journal of Cancer, 72(6), 15091512.

Rohe, D.E. (2002). Aspectos Psicológicos da Reabilitação. In J.A. Delisa (Ed.), Tratado de Medicina de Reabilitação (pp. 216-220). Barueri: Manole.

Rossi, L., & Santos, M.A. (2003). Repercussões psicológicas do adoecimento e tratamento em mulheres acometidas pelo câncer de mama. Psicologia Ciência e Profissão, 23(4), 32-41.

Saad, M., Masiero, D., & Battistella, L.R. (2001). Espiritualidade baseada em evidências. Acta Fisiátrica, 8(3), 107-112.

Siedler, A.J., Backes, D.S., Palomino, I.M., Lemos, M.B., & Prestes, O. (2004). Humanização em ação: Sensibilizando os profissionais para o processo de humanização. Boletim da Saúde, 18(2), 57-64.

Silva, M.J.P. (2002) O papel da comunicação na humanização da atenção à saúde. Bioética, 10(2), 73-88.

Solomon, R.C. (2003). Espiritualidade para céticos. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira.

Straub, R.O (2005). Psicologia da Saúde. São Paulo: Artmed.

Venâncio, J.L. (2004). Atuação do psicólogo no câncer de mama. Revista Brasileira de Cancerologia, 1(50), 55-63.

Vianna, A.M.S.A. (2004, set/dez). Avaliação psicológica de pacientes em reconstrução de mama: Um estudo piloto. Estudos de Psicologia – Campinas, 21(3), 203-210.

Vigo, M., & Carn, M.R. (2002, mar.). Apoyo social en adultos puertorriqueños con diagnóstico de cáncer. Puerto Rico Health Sciences Journal, 21(1), 51-56.

Volcan, M.A., Sousa, P.L.R., Mari, J.J., & Horta, B.L. (2003). Relação entre bem-estar espiritual e transtornos psiquiátricos menores: Estudo transversal. Revista de Saúde Pública, 37(4), 440-445.

Walsh, J.M. (2005). Social support as a mediator between sympton distress and quality of life in women with breast cancer. Journal of Obstecrtic Gynecologic and Neonatal Nursing, 34(4), 482-493.

Zecchim, R.N. (2004). A perda do seio: Um trabalho psicanalítico institucional com mulheres com câncer de mama. São Paulo: Casa do Psicólogo e EDUC.

 

* Contactar para E-mail: fshoffmann@hotmail.com

 

Recebido em 19 de Março de 2006 / Aceite em 20 de Outubro de 2006