SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número1Qualidade de vida em crianças e adolescentes com problemas de saúde: conceptualização, medida e intervençãoMetodologias de reabilitação cognitiva num programa de desenvolvimento pessoal de indivíduos com doença mental e desempregados de longa duração índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Psic., Saúde & Doenças v.7 n.1 Lisboa  2006

 

Gestão do bullyinge da indisciplina e qualidade do bem-estar psicossocial de docentes e discentes do Brasil (Rondônia)

Suely Mascarenhas*

Rede Pública de Ensino, Porto Velho, Rondônia, Brasil

 

Resumo: Neste artigo, são apresentados resultados de uma investigação-ação que demonstram a necessidade da gestão institucional do fenômeno do bullying e da indisciplina como elemento preventivo para a saúde emocional e o bem-estar de docentes e discentes no contexto escolar. O instrumento utilizado para a coleta das informações é a escala BAC: bullying, atribuições, autoconceito e convivência, constituída por 27 itens para estudantes e 20 para docentes, cujas propriedades psicométricas obtidas são consideradas suficientes para os objetivos desta investigação-ação. A amostra que integra esta investigação-ação é constituída por 300 sujeitos sendo n=260 estudantes e n=40 docentes de duas escolas públicas do ensino fundamental e médio das modalidades regular e Educação de Jovens e Adultos, sendo uma mantida pela Secretaria de Estado da Educação e outra pela Secretaria Municipal de Educação, localizadas no município de Porto Velho, capital do Estado de Rondônia, Amazônia, Brasil.

Palavras chave: Atribuições causais, Autoconceito, Bem-estar psicossocial, Convivência escolar, Direitos humanos, Gestão da educação formal, Gestão do bullying, Indisciplina escolar, Saúde emocional.

 

Manage of bullying and indiscipline and quality of well-being teaching and learning of Brazil (Rondônia)

Abstract: This article presented with it result of one investigacion-acion about necessity manage institutional of the phenomenon to bullying how elemente preventive to for emocional health and well-being teaching and students in context scholar. The instrument utilized to collect of informations is a scale BAC:bullying, attributions, identure-self and convivence, sociability scholar establish of 27 itens for learnign of 20 for teaching of whon phisicometrics to get it to considered sufficient to for objetives the investigation-acion. The sale of investigation-acion it constituid of n=300 subjects, n=260 learning and n=40 teaching of two public schools of education fundamental and secundary of modality regular and education of youngs and adults, one provision of Secretarie of State of Education of State of Rondônia, of earch other for Secretary Municipal of Education, localizeds in municipality of Porto Velho, capital of State of Rondônia, Amazon, Brazil.

Key words: Attributions causality, Convivence scholar, Ealth emocional, Identureself, Manage of bullying, Manage of education formal, Prerogatives humanes, Scholar indiscipline, Well-being psychosocial.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

Referências

Almeida, A., & Del Bairrio, C. (2002). A vitimização entre companheiros em contexto escolar. In C. Machado & R. Gonçalves (Coords.), Violência e vítimas de crimes (vol. 2, pp. 57-73). Coimbra: Quarteto.

        [ Links ]

Almeida, L., & Mascarenhas, S. (2006). Cognição, motivação e aprendizagem escolar. Rio de Janeiro: SANM.

Avilés, J.M.M (2002). La intimidación y el maltrato entre iguales en la ESO. Tesis doctoral no publicada. Universidade de Valldolid.

Brasil (1998). Ministério da Educação. Parâmetros curriculares nacionais, temas transversais: Ética, pluralidade cultural. Secretaria de Educação Fundamental, Brasília, DF: MEC.

Barca, A., & Mascarenhas, S. (2005). Aprendizagem escolar, atribuições causais e rendimento no ensino médio. Rio de Janeiro, SANM.

Brenlla, J.C. (2005). Atribuciones causales, enfoques de aprendizaje, rendimiento académico y competencias bilingües en alunnos de educación secundaria. Un análise multivariable. Tesi doctoral, inédita, Universidade da Coruña.

Correia, J.A., & Matos, M. (Org.). (2003). Violência e violências da e na escola. CIIE, Porto: Edições Afrontamento.

Esperanza, J. (2001). La convivencia escolar: Um problema actual. Los problemas de la convivencia escolar: Um enfoque práctico. Madrid: Federación de Enseñanza de CC.OO.

Fante, C.A.Z. (2005). Fenômeno bullying: Como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. Campinas:Verus.

Fonseca, A.C., & Simões, M.C.T. (2004). Comportamento anti-social: Técnicas e instrumentos de avaliação. In A.C. Fonseca (Ed.), Comportamento anti-social e crime da infância à idade adulta (pp. 40-62). Coimbra: Almedina.

Jesus, S.N. (1995). A motivação para a profissão docente. Tese de doutoramento Universidade de Coimbra.

Jesus, S.N. (1998). Bem-estar dos professores – Estratégias para realização e desenvolvimento profissional. Porto: Porto.

Jesus, S.N. (2000). A motivação para a profissão docente. Revista Educação, Indivíduo e Sociedade, 1, 7-21.

Jesus, S.N., & Vieira, L.S. (2001). Contributos da psicologia para a formação de professores: Um estudo exploratório. Revista Educação, Indivíduo e Sociedade, 2, 111-118.

López, F.L. (2001). Los problemas de la convivencia escolar: Um enfoque práctico. Madri: Federación de Enseñanza de CC.OO.

Marinho, M.L., & Caballo, V.E. (2002). Comportamento anti-social infantil e seu impacto para a competência social. Psicologia, Saúde & Doenças, 3(2) 141-147.

Martins, M.J.D. (2005). O problema da violência escolar: Uma clarificação e diferenciação de vários conceitos relacionados. Revista Portuguesa de Educação, 18(1), 93-115.

Mascarenhas, S. (2004a). Avaliação dos processos, estilos e abordagens de aprendizagem dos alunos do ensino médio do estado de Rondônia, Amazônia, Brasil. Tese do doutoramento, Universidade da Coruña, A Coruña, Espanha (inédita).

Mascarenhas, S. (2006). Gestão do bullying e qualidade do bem estar psicossocial de docentes e discentes do Brasil (Rondônia). In I. leal, J. Pais-Ribeiro, & S. Jesus (Eds.), Actas 6° Congresso Nacional de Psicologia da Saúde – Saúde e qualidade de vida (pp. 109-110). Lisboa: ISPA.

Mascarenhas, S., & Almeida, A.T. (2006). Gestão do bullying e qualidade do bem-estar docentes e discente na Educação de Jovens e adultos do Brasil (Rondônia). In I. leal, J. Pais-Ribeiro, & S. Jesus (Eds.), Actas 6° Congresso Nacional de Psicologia da Saúde – Saúde e qualidade de vida (pp. 83-90). Lisboa: ISPA.

Mascarenhas, S., Almeida, L.S., & Barca, A. (2005a). Atribuições causais e rendimento impacto das habilitações escolares dos pais e do gênero dos alunos. Revista Portuguesa de Educação, 18(1), 77-92.

Mascarenhas, S., Almeida, L.S., & Barca, A. (2005b). Estilos atribucionais e rendimento acadêmico um estudo com estudantes brasileiros do ensino médio. Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxia e Educacion, 10(12), 221-228.

Mascarenhas, S., Caminha, I.S., & Jesus, S.N. (2004). O bem estar docente. Rio de Janeiro: SANM.

Morán, H. (2004). Autoconcepto, enfoques de aprendizaje y rendimiento académico en alunnos de formación profesional de Galicia. Tesi doctotal, inédita, Un. da Coruña.

Muñoz, J.M.C, Rios, P. de D., & Espiñeira, E.M.B. (2002). Calidad de Educación en la atención a la diversidad in Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxia e Educación, 6(8), 291-320.

Peralta, J., Sánchez, M.D., Trianes, M.V., & De La Fuente, J. (2003). Estudio de la validez interna y externa de un cuestionario sobre conductas problemáticas para la convivencia según el profesor. Psicología, Saúde & Doenças, 4(1), 83-96.

Porto, A.R., & Santorum, R.P. (2002). Grau de esteriotipia e variabeis afetivo-motivacionais da aprendizajem escolar autoconceito e autoestima. Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxia e Educacion, 6(8), 229-242.

Ramal, A. (2006). É possível ensinar solidariedade e paz? Revista Profissão Mestre, 7, 34-35.

Toss, L.L.W. (2005). Magistério: Atividade penosa in Jornal extra-classe. Opinião: Sindicato dos professores do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS.

Veiga, F.H. (2001). Indisciplina e violência na escola (2ª ed.). Coimbra: Almedina.

Weiner, B. (1985). An attributional theory of achievement motivation and emotion. Psychological Review, 92, 548-573.

 

*Contactar para E-mail: suelymascarenhas1@yahoo.com.br

 

Recebido em 25 de Outubro de 2005 / aceite em 3 de Janeiro de 2006