SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIII número3Cuidar em Enfermagem: como desenvolver a(s) competência(s)Desafios e perspectivas na reeducação e ressocialização de adolescentes em regime de semiliberdade: subsídios para Enfermagem índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista de Enfermagem Referência

versão impressa ISSN 0874-0283

Rev. Enf. Ref. serIII n.3 Coimbra mar. 2011

 

De um novo paradigma na gestão dos enfermeiros – a espiritualidade no local de trabalho

 

Sílvia Caldeira*, Ana Calapez Gomes** e Manuela Frederico***

* Enfermeira especialista em saúde infantil e pediatria, mestre em bioética, pós graduada em gestão de recursos humanos, doutoranda na Universidade Católica Portuguesa [caldeira.silvia@gmail.com].

** Professora Auxiliar do departamento de Ciências Organizacionais da Universidade Atlântica (Oeiras). Doutorada em Gestão pelo ISCTE [ana.calapez.gomes@gmail.com].

*** Ph.D, Presidente do Conselho para a Qualidade e Avaliação; Investigadora da UICISA-E e Coordenadora da linha ‘Sistemas e Organizações de Saúde’ na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Doutorada em Ciências Empresariais pela Universidade do Minho [mfrederico@esenfc.pt].

 

Resumo

Contexto: A espiritualidade no local de trabalho é um tema emergente na área da gestão de recursos humanos, porém, com uma evidente escassez em enfermagem. Os enfermeiros trabalham em ambientes que favorecem a vivência espiritual e, também por isso, deverão ser cuidados pelos seus gestores como seres espirituais. Objectivos: Explorar e compreender a percepção dos enfermeiros acerca da espiritualidade no local de trabalho. Método: Aplicou-se um questionário contendo uma escala de avaliação da espiritualidade no local de trabalho (Rego, Cunha e Souto, 2007a). A amostra foi constituída por 40 enfermeiros a frequentar o curso de complemento de formação. Resultados: A espiritualidade no local de trabalho é percepcionada como “moderada” nas dimensões: sentido de comunidade na equipa, alinhamento do indivíduo com os valores da organização, alegria no trabalho e oportunidades para a vida interior, sendo “alta” na dimensão relacionada com “o sentido de préstimo à comunidade”. Conclusões: Embora de natureza exploratória, este estudo permitiu conhecer que este fenómeno é percebido pelos enfermeiros e, como tal, deverá ser atendido pelos gestores. A liderança espiritual poderá trazer mais criatividade, compromisso, comunicação e adopção de comportamentos éticos às equipas de enfermagem. Este estudo é um contributo para a continuação da investigação nesta área.

Palavras-chave: local de trabalho; espiritualidade; enfermeiros.

 

A new paradigm in nurses management - spirituality in the workplace

Abstract

Context: Spirituality at work is an emerging issue in human resource management, but with an obvious absence in nursing. Nurses provide care in particular environments that give rise to spiritual experience, and as spiritual beings they must be cared for by their managers. Objectives: To explore and understand nurses’ perceptions about spirituality in the workplace. Method: Data were collected by a questionnaire including a spirituality at work scale (Rego, Cunha e Souto, 2007a). The sample consisted of 40 nurses attending the complementary training course. Results: Spirituality at work is perceived as “moderate” in 4 dimensions of the scale, and “high” in dimension related to “sense of contribution to the community”, aligning the individual with the values of the organization, joy in the work and opportunities for the interior life, and as “high” on the dimension related to ‘the feeling of being needed by the community”.Conclusions: Although this is exploratory research, the conclusions show that spirituality at work is understood by nurses and should be attended to by managers. Spiritual leadership can bring more creativity, commitment, communication and ethical behavior to nursing teams. This study is a contribution towards further research in this area.

Keywords: workplace; spirituality; nurses.

 

Hacia un nuevo paradigma en la gestión de los enfermeros – la espiritualidad en el local de trabajo

Resumen

Contexto: La espiritualidad en el lugar de trabajo es un tema emergente en la gestión de los recursos humanos, pero con una evidente escasez en la enfermería. Los enfermeros trabajan en ambientes que promueven la experiencia espiritual y debían también ser atendidos por sus directivos como seres espirituales. Objetivos: Explorar y comprender las percepciones de los enfermeros sobre la espiritualidad en el lugar de trabajo. Método: Se aplicó un cuestionario con una escala de evaluación de la espiritualidad en el lugar de trabajo (Rego, Cunha e Souto, 2007a). La muestra fue constituida por enfermeros que estaban asistiendo al curso de formación complementario. Resultados: La espiritualidad en el lugar de trabajo se percibe como “moderada” en el sentido de comunidad en el equipo, identificación con los valores organizacionales, la felicidad en el trabajo y las oportunidades de vida interior, y fue “alta” en la dimensión relacionada con el sentido de utilidad para la sociedad. Conclusiones: Aunque exploratorio, las conclusiones expresan que este fenómeno es percibido por las enfermeras y como tal debe ser atendido por los administradores. Liderazgo espiritual puede traer más creatividad, comunicación, compromiso y adopción de un comportamiento ético a los equipos de enfermería. Este estudio es una contribución a la investigación en este ámbito.

Palabras clave: lugar de trabajo; espiritualidad; enfermeros.

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

Referências Bibliográficas

ARDUINI, Juvenal (1989) – Destinação antropológica. Lisboa: Edições Paulinas.

CALDEIRA, Sílvia (2002) – Cuidar do homem face à dimensão espiritual. Nursing. Ano 14, nº 163, p. 17-22.

FRY, Louis (2003) -Toward a theory of spiritual leadership. The Leadership Quarterly. Vol. 14, nº 6, p. 693-727.

FRY, Louis (2005) - Spiritual leadership and army transformation: theory, measurement, and establishing a baseline. The Leadership Quarterly. Vol. 16, nº 5, p. 835-862.

FRY, Louis; MATHERLY, Laura (2007) - Spiritual leadership and organizational performance: an exploratory study. [Consult. 20 Out. 2008]. Disponível em WWW: <URL: http://www.tarleton.edu/Faculty/fry/SLTOrgPerf.pdf>.

FRY, Louis; NISIEWICZ, Melissa; VITUCCI, Steven (2004) - Spiritual leadership and organizational performance: an exploratory study. [Consult. 20 Out. 2008]. Disponível em WWW: <URL: http://www.tarleton.edu/Faculty/fry/SLTKPD%20Final.pdf>.

HOWARD, Sue; WELBOURN, David (2004) - The spirit at work phenomenon. Londres: Azure.

KOLODINSKY, Robert; GIACALONE, Robert; JURKIEWICZ, Carole (2008) - Workplace values and outcomes: exploring personal, organizational, and interactive workplace spirituality. Journal of Business Ethics. Vol. 81, nº 2, p. 465-480.

MARQUES, Joan; DHIMAN, Satinder; KING, Richard (2007) - Spirituality in the workplace. Fawnskin: Personhood Press.

MCKEE, Margaret (2006) - Workplace spirituality- can its study help sustain people and organizations? The Workplace Review. p. 19-24.

MCSHERRY, Wilfred (2000) - Spirituality in nursing practice: an interactive approach. Londres: Churchill Livingstone.

NARAYANASAMY, Aru (2001) - Spiritual care: a practical guide for nurses and health care practitioners. Wilshire: Quay Books.

PEDRÃO, Raphael de Brito; BERESIN, Ruth (2010) – O enfermeiro frente à questão da espiritualidade. Einstein. Nº 8, 1 Pt1, p. 86-91.

QUEIRÓS, Paulo (2005) – Bournout no trabalho e conjugal em enfermeiros portugueses. Coimbra: Formasau.

REGO, Arménio; CUNHA, Miguel Pina e (2008) - Workplace spirituality and organizational commitment: an empirical study. Journal of Organizational Change Management. Vol. 21, nº 1, p. 53-75.

REGO, Arménio; CUNHA, Miguel Pina e; OLIVEIRA, Miguel (2007) – Eupsychia revisited: the role of spiritual leaders. Journal of Humanistic Psychology. Vol. 48, nº 2, p. 165-195.

REGO, Arménio; CUNHA, Miguel Pina e; SOUTO, Solange (2007a) - Workplace spirituality, commitment, and self-reported individual performance: an empirical study. Management Research. Vol. 5, nº 3, p. 167-187.

REGO, Arménio; SOUTO, Solange; CUNHA, Miguel Pina e (2007b) – Espiritualidade nas organizações, positividade e desempenho. Comportamento Organizacional e Gestão. Vol. 13, nº 1, p. 7-36.        [ Links ]

 

Recebido para publicação em: 26.06.10

Aceite para publicação em: 06.12.10

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons