SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIII número2Adaptação portuguesa do Child Health and Illness Profile, Child Edition (CHIP-CE)Intervenções de enfermagem e flebites decorrentes de cateteres venosos periféricos. Revisão sistemática da literatura. índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista de Enfermagem Referência

versão impressa ISSN 0874-0283

Rev. Enf. Ref. serIII n.2 Coimbra dez. 2010

 

As vivências do cuidador informal do idoso dependente

 

Dídia Carolina Miranda Cruz*; Hugo André de Moura Loureiro**; Margarida Alexandra Nunes Carramanho Gomes Martins Moreira da Silva*** e Mariana Mouronho Fernandes****

* Licenciada em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. [didi_carolina@hotmail.com].

**Licenciado em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. [hugo_loureiro_1@hotmail.com].

*** Mestre em Ciências de Enfermagem. Professora Adjunta na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. [margarida@esenfc.pt].

****Licenciada em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. [mariana_mouronho@hotmail.com].

 

Resumo

Numa sociedade cada vez mais envelhecida, onde se verifica um aumento significativo das necessidades em saúde dos idosos, emerge como foco de atenção o cuidado informal à pessoa idosa dependente, cuja responsabilidade cabe prioritariamente à família.

Cuidar de quem cuida é uma responsabilidade e deverá ser uma preocupação de todos os profissionais de saúde, em especial dos Enfermeiros, devendo ser a sua intervenção centrada no equilíbrio da dinâmica cuidador/idoso. Este equilíbrio é facilmente perturbado pelo cuidado informal ao idoso dependente, motivo pelo qual elaborámos o presente artigo com o objectivo de descrever as vivências sentidas pelo cuidador informal, encontradas na produção científica disponível.

A pesquisa foi realizada nas seguintes bases de dados: CINAHL, MedicLatina, MEDLINE, Psychology and Behavioral Sciences Collection; Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal; The Cochrane Library, DynaMed; SciELO; e Google Scholar, conduzindo a uma amostra de 17 estudos primários e uma revisão sistemática da literatura.

Os principais resultados encontrados evidenciam alguns eixos, em torno dos quais se constroem as vivências do cuidador informal do idoso dependente, nomeadamente: os motivos de aceitação do papel; as dificuldades; as estratégias de coping; os factores relacionados com a sobrecarga e as fontes de satisfação que advêm do acto de cuidar.

Palavras-chave: cuidador informal; idoso dependente; vivências.

 

The experiences of informal caregivers of dependent elderly

Abstract

In an increasingly aging society, where there is a significant increase in health needs of the elderly is emerging, as attention focus, the informal care to dependent elderly person whose responsibility belongs primarily to the family.

Caring for the caregiver is a responsibility and should be a concern of all health professionals, especially the nurses, being that their intervention should be focused on the dynamic equilibrium of caregiver / elderly. This balance is easily disturbed by the informal care to elderly dependent, and due to this motive we drafted the present article that aims to describe the experiences felt by informal caregivers, that were found in the scientific literature available.

The survey was conducted in the following databases: CINAHL, MedicLatina, MEDLINE, Psychology and Behavioral Sciences Collection; the Open Access Repository Scientific Portugal; The Cochrane Library, DynaMed, SciELO and Google Scholar, leading to a sample of 17 studies primary and a systematic literature review.

The main results point out the existence of some axes, around which the experiences of informal caregivers of dependent elderly are built, namely: the reasons for accepting the role; the difficulties; coping strategies; factors related to the burden and sources of satisfaction triggered by the act of caring.

Keywords: informal caregiver; elderly dependent; life experiences.

 

Las experiencias de los cuidadores informales de ancianos dependientes

Resumen

En una sociedad cada vez más envejecida, donde hay un aumento significativo de las necesidades de salud de las personas mayores, surge como un foco de atención informal a la persona mayor dependiente, cuya responsabilidad corresponde principalmente a la familia.

El cuidado del cuidador es una responsabilidad y debe ser una preocupación para todos los profesionales de la salud, especialmente las enfermeras, su intervención debe centrarse en el equilibrio dinámico del cuidador / anciano. Este equilibrio se altera fácilmente por el cuidado informal a personas mayores con dependencia, y por eso hemos preparado este artículo para describir las experiencias que sienten los cuidadores informales, que se encuentran en la literatura científica disponible.

La encuesta se realizó en las bases de datos: CINAHL, MedicLatina, MEDLINE, Behavioral Sciences Collection; the Open Access Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal, Cochrane Library, DynaMed, SciELO y El Google Académico, lo que lleva a una muestra de 17 estudios primaria y una revisión sistemática de la literatura.

Los resultados apuntan principal la existencia de algunos ejes, en torno a que las experiencias de los cuidadores informales de ancianos dependientes se construyen, a saber: las razones para aceptar el papel, las dificultades, las estrategias de afrontamiento, factores & quot relacionados con la carga y las fuentes de satisfacción provocada por el acto de cuidar.

Palabras clave: cuidador informal; ancianos dependientes; experiencias de la vida.

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

Referências bibliográficas

ANDRADE, Fernanda (2009) - O cuidado informal à pessoa idosa dependente em contexto domiciliário: necessidades educativas do cuidador principal. Braga : Universidade do Minho. Dissertação de mestrado.

ARAÚJO, Odete (2009) – Idosos dependentes: impacte positivo do cuidar na perspectiva da família. Revista Sinais Vitais. Nº 86, p. 25-30.        [ Links ]

BORG, Christel ; HALLBERG, Ingalill (2006) - Life satisfaction among informal caregivers in comparison with non-caregivers. Journal of Caring Science. Vol. 20, nº 4, p. 427-438.

CATTANI, Roceli ; GIRARDON-PERLINI, Nara (2005) - Cuidar do idoso doente no domicílio na voz de cuidadores familiares. Revista Electrónica de Enfermagem. Vol. 6, nº 2, p. 1-24.

EKWALL, Anna ; SIVBERG, Bengt ; HALLBERG, Ingalill - (2007) - Older caregivers’ coping strategies and sense of coherence in relation to quality of life. Journal of Advanced Nursing. Vol. 57, nº 6, p. 584-596.

EXEL, Job ; GRAAF, Gjalt ; BROUWER, Werner (2007) - Care for a break? An investigation of informal caregivers’ attitudes toward respite care using Q-methodology. Health Policy. Vol. 83, nº 2-3, p. 332-342.

.FERNANDES, Jacinta (2009) - Cuidar no domicílio: a sobrecarga do cuidador familiar. Lisboa : Universidade de Lisboa. Dissertação de mestrado.

HOGSTEL, Mildred ; CURRY, Linda ; WALKER, Charles (2005) - Caring for older adults: the benefits of informal family caregiving. The Journal of Theory Construction & Testing. Vol. 9, nº 2, p. 55-60.

LARRAÑAGA, Isabel [et al.] (2008) - Impacto del cuidado informal en la salud y la calidad de vida de las personas cuidadoras: análisis de las desigualdades de género. Gaceta Sanitaria. Vol. 22, nº 5, p. 443-450.

LAVOZ, Elena [et al.] (2009) - Factores asociados al nível de sobrecarga de los cuidadores informales de adultos mayores dependientes. Redalyc. Vol. 18, nº 1, p. 69-79.

OCAMPO, José Mauricio [et al.] (2007) - Sobrecarga associada com el cuidado de ancianos dependientes. Colombia Médica. Vol. 38, nº1, p. 40-46.

PEREIRA, Maria Júlia ; FILGUEIRAS, Maria Stella (2009) - A dependência no processo de envelhecimento: uma revisão sistemática da literatura. Revista APS. Vol. 12, nº 1, p. 72-82.

PEREIRA, Maria Júlia ; FILGUEIRAS, Maria Stella (2009) - A dependência no processo de envelhecimento: uma revisão sistemática da literatura. Revista APS. Vol. 12, nº 1, p. 72-82.

RICARTE, Luís (2009) - Sobrecarga do cuidador informal de idosos dependentes no Concelho da Ribeira Grande. Porto : [s.n.]. Dissertação de mestrado.

SALIN, Sirpa ; KAUNONEN, Marja ; ASTED-KURKI, Paivi (2009) - Informal carers of older family members: how they manage and what support they receive from respite care. Journal of Clinical Nursing. Vol. 18, nº 4, p. 492-501.

SANTOS, Dina (2008) - As vivências do cuidador informal na prestação de cuidados ao idoso dependente: um estudo do Concelho da Lourinhã. Lisboa : [s.n.]. Dissertação de mestrado.

SEQUEIRA, Carlos (2007) – Cuidar de idosos dependentes: diagnósticos e intervenções. Coimbra : Quarteto.

SIMONETTI , Janete ; FERREIRA, Jóice (2008) - Estratégias de coping desenvolvidas por cuidadores de idosos portadores de doença crónica. Revista da Escola de Enfermagem da USP. Vol. 42, nº 1, p. 19-25.

WINTER, Katherine H. ; BOULDIN, Erin ; ANDRESEN, Elena (2010) - Lack choice in caregiving decision and caregiver risk of stress. Preventing Chronic Disease [Em linha]. Vol. 7, nº 2, p. 1-11. [Consult. 28 Abr. 1994]. Disponível em WWW:<URL: www.medline.pt>.

YAMADA, Miho ; HAGIARA, Akihito ; NOBUTOMO, Koichi (2008) - Coping strategies, care manager support and mental health outcome among Japanese family caregivers. Health and Social Care in Community. Vol. 16, nº 4, p. 400-409.caregivers. Health and Social Care in Community. Japan. ISSN00752-x. 16:4 (2008). 400-409.

 

Recebido para publicação em: 15.09.10

Aceite para publicação em: 10.11.10

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons