SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número3Comércio informal, transfronteiriço e transnacional: que articulações? Estudo de caso no mercado de S. Pedro (Huambo) e nos mercados dos Kwanzas e Roque Santeiro (Luanda)Práticas, formas e solidariedades da integração de jovens de origem angolana no mercado de trabalho em Portugal índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Economia Global e Gestão

versão impressa ISSN 0873-7444

Economia Global e Gestão v.12 n.3 Lisboa dez. 2007

 

Cunene em movimento: dinâmicas empresariais transfronteiriças*

Cristina Udelsmann Rodrigues**

 

RESUMO: O crescimento de Ondjiva e da povoação de Santa Clara no Sul de Angola – fronteira com a Namíbia – dependeu, em grande parte, do aumento das trocas comerciais entre os dois países a partir do final da guerra angolana. Embora os comerciantes de ambos os lados tivessem encontrado, ao longo dos períodos de guerra, estratégias de manutenção destas trocas, foi só a partir de 2002 que se intensificaram os tráfegos nesta região, provocando, por um lado, a fixação de população oriunda do meio rural e de outras regiões angolanas e, por outro, o desenvolvimento da capital do Cunene e de Santa Clara. Neste texto analisam-se as dinâmicas recentes de crescimento e intensificação da circulação comercial em diversos contextos determinantes: de guerra, de paz e livre circulação; de controlo dos movimentos de pessoas e bens e das alternativas; e estratégias comerciais e populacionais perante este controlo. Esta análise baseia-se numa conjugação de diversas pesquisas no local, em especial daquela realizada no âmbito do projecto «Angola em Movimento».

Palavras-chave: Angola, Namíbia, Fronteira, Comerciantes, Estratégias

 

 

TITLE: Moving Cunene: cross-border entrepreneurial dynamics

ABSTRACT: The growth of Ondjiva and Santa Clara in the south of Angola – bordering Namibia – largely depended on the increase of trade between the two countries after the end of the Angolan civil war. Though traders from both sides found strategies to maintain this trade during the war, it was only from 2002 on that circulation has intensified, causing, in one hand, the settlement of rural population and other Angolans and, on the other, development of the capital of Cunene and of Santa Clara. In this paper, the author analyses recent dynamics of growth and of intensification of trading circulation during diverse determinant contexts: war, peace, and free circulation; border control of people and trade; and commercial and population strategies before this control. This analysis is based in a combination of several researches in the area, particularly the research conducted through the project «Angola in Movement».

Key words: Angola, Namibia, Border, Traders, Strategies

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CUNHA, J. (1989), «Infradesenvolvimento em África. Desenvolvimento em curso nas antigas províncias portuguesas antes da descolonização. O plano do Cunene». Revista Africana, vol. 4, pp. 3-7.        [ Links ]

DOBLER, G. (2006), South-South Business Relations in Practice: Chinese merchants in Oshikango, Namibia. (no prelo).

ESTERMANN, C. (1961), Etnografia do Sudoeste de Angola. Junta de Investigação do Ultramar, Lisboa.

GOVERNO DA PROVÍNCIA DO CUNENE (2005), Plano de Urbanização da Cidade de Ondjiva. Ondjiva, GPC.

KAHUIKA, S. et al. (2003), Trade Assessment: Namibia and Angola.  Windhoek, NEPRU Occasional Paper.

LIMA, Maria H. F. (1977), Nação Ovambo. Aster, Lisboa.

MONTEIRO, R. (1994), Os Ambós de Angola Antes da Independência. (1.ª ed.). Universidade Técnica de Lisboa, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, Lisboa.

NETO, J. (1963), O Baixo Cunene: subsídios para o seu desenvolvimento. Junta de Investigação do Ultramar, Estudos de Ciências Políticas e Sociais, n.º 68.

PADRÃO, F. Cerviño (1998), A Colonização do Sul de Angola (1485-1974). Gráfica Europam, Sintra.

RODRIGUES, C. U. (2007), «From Family Solidarity to Social Classes: Urban Stratification in Angola (Luanda and Ondjiva)». Journal of Southern African Studies, vol. 33(2), pp. 235-250.

RODRIGUES, C. U. (2005), Caracterização Sócio-Económica, Volume II, Plano de Urbanização da Cidade de Ondjiva. Ondjiva, GPC.

 

* A produção deste artigo tem o financiamento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia. A aplicação do inquérito no Cunene foi supervisionada por José Pedro Jacinto.

**Cristina Udelsmann Rodrigues

crisrodrigues70@gmail.com

Antropóloga, doutorada e investigadora em Estudos Africanos no Centro de Estudos Africanos do ISCTE. Trabalha há vários anos sobre Angola, sobre dinâmicas urbanas e economia e sociedade. É autora de O Trabalho Dignifica o Homem: estratégias de famílias em Luanda (2006, Editora Colibri).