SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número2Gestão do capital intelectual: A nova vantagem competitiva das organizações25 years of knowledge creation processes in pharmaceutical contemporary trends índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Comportamento Organizacional e Gestão

versão impressa ISSN 0872-9662

Comport. Organ. Gest. v.14 n.2 Lisboa out. 2008

 

Strategic knowledge management: In search of a knowledge-based organizational model

 

Rivadávia Correa Drummond de Alvarenga Neto 1

Renato Rocha Souza 2

Jorge Tadeu de Ramos Neves 2

Ricardo Rodrigues Barbosa 2

 

1Fundação Dom Cabral, Brasil

2Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil

 

Abstract. This paper discusses the results and propositions of organizational knowledge management research conducted in the period 2001-2007. This longitudinal study had the unique goal of investigating and analyzing “Knowledge Management” (KM) processes effectively implemented in world class organizations. The main objective was to investigate and analyze the conceptions, motivations, practices, metrics and results of KM processes implemented in different industries. The first set of studies involved 20 world cases related in the literature and served as a basis for a theoretical framework entitled “KM Integrative Conceptual Mapping Proposition”. This theoretical proposal was then tested in a qualitative study in three large organizations in Brazil. The results of the qualitative study validated the mapping proposition and left questions for new research concerning the implementation of a knowledge-based organizational model strategy.

Key words: Knowledge management, strategic knowledge management, strategic information management, “Ba”, modelo organizacional baseado no conhecimento.

 

Resumo. Este artigo aborda os resultados e proposições da investigação da gestão do conhecimento organizacional conduzida no período de 2001-2007. Este estudo longitudinal teve como único objectivo o de investigar e analisar os processos de “Gestão do Conhecimento” (GC) eficazmente implementados no universo das organizações trabalham ou têm influência fora das fronteiras nacionais. O principal objectivo foi o de investigar e analisar concepções, motivações, práticas, métricas e resultados dos processos de GC existentes em diferentes indústrias. O primeiro conjunto de estudos envolveu 20 casos descritos na literatura e serviu de base para a abordagem teórica designada “Proposição do Mapa Conceptual Integrativo da GC”. Esta proposta teórica foi posteriormente testada através de um estudo qualitativo em três organizações de grande dimensão do Brasil. Os resultados do estudo qualitativo validaram a proposição do mapa e levantaram questões para nova investigação no âmbito da implementação de um modelo de estratégia organizacional baseado no conhecimento.

Palavras-chave: Gestão do conhecimento, gestão estratégica do conhecimento, gestão estratégica da informação, “Ba”, modelo organizacional baseado no conhecimento.

 

Full text only available in PDF format.

Texto completo disponível apenas em PDF.

 

References

Alvarenga Neto, R. (2005). Gestão do conhecimento em organizações: proposta de mapeamento conceitual integrativo. Doctoral thesis in Information Science. Belo Horizonte: PPGCI, Escola de Ciência da Informação da UFMG.         [ Links ]

Alvarenga Neto, R. (2002). Gestão da informação e do conhecimento nas organizações: análise de casos relatados em organizações públicas e privadas. Master thesis in Information Science. Belo Horizonte: PPGCI, Escola de Ciência da Informação da UFMG.

Alvarenga Neto, R., Barbosa, R. R., & Pereira, H. J. (2007). Gestão do conhecimento ou gestão de organizações da era do conhecimento? Um ensaio teórico prático a partir de intervenções na realidade brasileira. Perspectivas em Ciência da Informação, 12 (1), 5-24. Disponível em http://www.eci.ufmg.br/pcionline/

Choo, C. (1998). The knowing organization: how organizations use information for construct meaning, create knowledge and make decisions. New York: Oxford Press.

Davenport, E., & Cronin, B. (2000). Knowledge management: semantic drift or conceptual shift? Journal of Education for Library and Information Science, 41 (4), 294-306.

March, J., & Simon, H. (1975). Limites cognitivos da racionalidade. Teoria das organizações. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas.

Miles, M., & Huberman, A. (1984). Qualitative data analysis: a sourcebook of new methods. Newbury Park, CA: Sage Publications.

Nonaka, I., & Takeuchi, H. (1995). The knowledge-creating company: how Japanese companies create the dynamics of innovation. New York: Oxford University Press.

Von Krogh, G., Ichijo, K., & Nonaka, I. (2001). Facilitando a criação de conhecimento. Rio de Janeiro: Campus.

 

Address: Avenida Princesa Diana 760, Alphaville Lagoa dos Ingleses, Nova Lima, Minas Gerais, Brasil 34000-000. E-mail: rivadavia@fdc.org.br