SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 suppl.3Enurese noturnaTumor neuroendócrino do apêndice ileocecal: a propósito de um caso clínico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Nascer e Crescer

versão impressa ISSN 0872-0754

Nascer e Crescer vol.23  supl.3 Porto nov. 2014

 

POSTERS

 

PM-8

“Handlebar hernia” – caso clínico

 

Catarina SousaI; Ana CoelhoI; José Banquart LeitãoI; Fátima CarvalhoI; João Ribeiro CastroI

IServiço de Cirurgia Pediátrica, Centro Hospitalar do Porto

 

 

Introdução: “Handlebar hernia” é a designação atribuída a um tipo específico de traumatismo abdominal fechado que provoca hérnia da parede abdominal. É uma lesão incomum, causada pelo impacto do guiador da bicicleta na parede abdominal. Apresentamos um caso clínico com este tipo de patologia.

Caso clínico: Adolescente de 12 anos, sexo feminino, vítima de queda de bicicleta com traumatismo abdominal fechado provocado pelo impacto do guiador ao nível do quadrante inferior esquerdo. Sem antecedentes patológicos relevantes. Foi admitida no Serviço de Urgência por dor no local do traumatismo e incapacidade de deambular. Sem outra sintomatologia. Ao exame físico, identificou-se equimose da parede e tumefacção subcutânea ocupando o quadrante inferior esquerdo com dor à palpação da região atingida.

Realizou estudo ecográfico que demonstrou aparente interrupção muscular da parede abdominal anterior. O posterior esclarecimento por tomografia axial computorizada identificou defeito completo da musculatura da parede abdominal anterior esquerda com 34 mm de extensão crânio-caudal e 29 mm transversal, e separação dos músculos oblíquos e transverso do bordo lateral do recto abdominal.

Optou-se por tratamento conservador, tendo sido orientada para consulta externa, mantendo eventração traumática da parede abdominal anterior no quadrante inferior esquerdo. Um mês após o traumatismo, foi submetida electivamente a reparação da parede abdominal. Realizada incisão de Pfannenstiel e identificada ruptura da parede abdominal anterior no bordo lateral do recto abdominal esquerdo com cerca de 6x4 cm de maiores dimensões e epiplon exteriorizado aderente à parede abdominal. O defeito foi encerrado com sutura directa, sem necessidade de prótese.

O pós-operatório decorreu sem intercorrências e a doente encontra-se em seguimento na consulta externa.

Discussão: Este caso clínico assume importância pela sua raridade e salienta o facto de a reparação cirúrgica imediata poder ser preterida. A divulgação desta entidade ajuda a prevenir a ausência de reconhecimento diagnóstico.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons