SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 suppl.3Sépsis por Streptococcus pyogenes: duas apresentações da mesma doençaSuplementação com ferro até aos dois anos de vida como medida de prevenção de anemia ferropénica: qual a evidência? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Nascer e Crescer

versão impressa ISSN 0872-0754

Nascer e Crescer vol.23  supl.3 Porto nov. 2014

 

POSTERS

 

PM-4

A bronquiolite aguda nos últimos 5 anos – experiência de um hospital de nível A2

 

 

Sara Dias LeiteI; Cristiana MartinsI; Susana SousaI; Vânia MartinsI; Aida SáI

ICentro Hospitalar Trás-os-Montes e Alto Douro

 

 

A bronquiolite aguda é a infeção das vias aéreas inferiores mais comum nas crianças até aos 2 anos e o principal motivo de internamento no Inverno. Os autores tiveram como objetivo avaliar a evolução da doença nos últimos 5 anos, comparando o número e duração dos internamentos, a prevalência de fatores de risco, o tipo vírus identificado e as complicações.

Metodologia: Revisão dos casos de bronquiolite aguda internados entre novembro e março de 2009 a 2014, com análise de variáveis epidemiológicas, duração e motivo do internamento, fatores de risco e complicações.

Durante o período estudado houve 372 internamentos por bronquiolite aguda, tendo-se registado neste último ano o número máximo de internamentos (83); 56% eram do sexo masculino, com idade média a variar entre os 7 e os 11 meses, tendo o internado mais novo 11 dias. A hipoxemia foi o principal motivo de admissão. A duração média de internamento foi de 5,6 dias. No total, foram detetadas complicações em 38%, sendo a complicação mais frequente a pneumonia (72%). O maior número de complicações ocorreu na época 2009/2010. O vírus isolado foi o VSR em 50% dos casos.

Ao longo dos anos o número de internamentos por bronquiolite aguda não tem diminuído e verificamos uma redução da idade dos internados. Apesar disso, o número de complicações não aumentou, fruto, talvez, de uma melhor abordagem a estes doentes.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons