SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 suppl.3Perturbações paroxísticas do movimento numa famíliaTransplantação renal em idade pediátrica: experiência do Centro Hospitalar do Porto índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Nascer e Crescer

versão impressa ISSN 0872-0754

Nascer e Crescer vol.23  supl.3 Porto nov. 2014

 

COMUNICAÇÕES ORAIS

 

CO-4

Artrite da articulação temporomandibular (ATM) em crianças com Artrite Idiopática Juvenil (AIJ) – normas de orientação clínica e experiência do Centro Hospitalar do Porto

 

 

João NascimentoI; Carla ZilhãoI; Asdrúbal PintoII; Carlos MirandaII; Carlos MonteiroII; Margarida GuedesI

IUnidade Reumatologia Pediátrica do Centro Hospitalar do Porto
IIServiço de Cirurgia Maxilo-Facial do Centro Hospitalar do Porto

 

 

Introdução: A artrite da ATM pode ocorrer em 80% das crianças com AIJ e está descrita em todos os subtipos da doença. O envolvimento da ATM na AIJ pode ocorrer em qualquer altura, estando descrito o seu início precoce, podendo muitas vezes ser assintomático e permanecer em doentes a quem a terapêutica sistémica foi optimizada e que tiveram resolução clínica da artrite noutras articulações.

Objetivos: Avaliação da artrite da ATM na AIJ e apresentação das normas de orientação clínica adotadas no Centro Hospitalar do Porto

Métodos: Selecção e apresentação de 10 doentes com AIJ e envolvimento da ATM, em seguimento na unidade de reumatologia pediátrica do CHP, e avaliação do protocolo de abordagem.

O protocolo estabelece uma observação precoce por cirurgia maxilo-facial (CMF) e o rastreio anual ecográfico de alta resolução com ou sem ortopantomografia a todos os doentes com AIJ poliarticular. Na presença de sintomas, em qualquer subtipo de AIJ ou na presença de alterações na ecografia, preconiza-se a realização de uma ressonância magnética (RMN) com contraste.

A injecção intra-articular de hexacetonido de triancinolona está recomendada nos doentes com dor da ATM (EVA ≥ 5); crepitação; distância interincisivos (MIO) <37,8mm (<8anos) / < 40,6mm (≥8anos); desvio mandibular na abertura da boca; micrognatismo; e quando a RMN apresenta as seguintes alterações: Pannus; Edema de medula óssea; deformidade do disco; aplanamento dos côndilos; erosões ósseas; osteófitos.

 

Tabela 1

 

Conclusões: O principal objetivo deste protocolo multidisciplinar é garantir uma avaliação precoce da ATM e garantir um tratamento atempado que possa evitar as consequ ências graves que podem desenvolver-se mesmo na ausência de sintomas.

A ecografia de alta resolução é uma técnica não invasiva, bem tolerada pelos doentes com AIJ e que cada vez mais é utilizada no serviço de cirurgia maxilo-facial no rastreio do envolvimento da ATM. A tomografia axial computorizada (TAC) pode complementar a ortopantomografia na definição das alterações ósseas.

O risco para a ATM da injecção intra-articular com corticosteróides poderá conduzir no futuro a uma diferente opção terapêutica (infliximab).

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons