SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número3Enurese Nocturna: a Experiência de uma Consulta Especializada no CHPV/VCDor abdominal e retenção urinária aguda em adolescente apresentação clínica de hematocolpos e revisão da literatura índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Nascer e Crescer

versão impressa ISSN 0872-0754

Nascer e Crescer v.19 n.3 Porto set. 2010

 

Um Caso Raro de Retenção Urinária Aguda

 

Marta Santalha1, Miguel Fonte2, Filipa Correia1, Cristina Ferreira1

1 CH Alto Ave – Unidade de Guimarães

2 CH Trás-os-Montes e Alto Douro

Correspondência

 

RESUMO

A retenção urinária é pouco frequente na infância, podendo ser congénita ou secundária a processos traumáticos, inflamatórios, cirúrgicos, neurológicos, mecânicos, medicamentosos ou psicogénicos.

Apresenta-se o caso clínico de uma adolescente de treze anos, com quadro de algia hipogástrica, retenção urinária e obstipação. Ao exame objectivo constatou-se uma massa arredondada hipogástrica. A radiografia simples do abdómen evidenciou imagem radiopaca no terço inferior do abdómen e a ecografia abdomino-pélvica mostrou conteúdo impuro sugerindo hematocolpos e hematometra. Realizada himeniotomia cirúrgica com evolução favorável.

A inspecção atenta dos genitais externos é fundamental, logo após o nascimento, para o diagnóstico de hímen imperfurado. Quando não detectado e tratado no período neonatal, na sua maioria o diagnóstico é realizado tardiamente em idade pubertária perante o aparecimento de complicações.

Palavras-chave: Hematocolpos, hematometra, retenção urinária.

 

A rare case of acute urinary retention

ABSTRACT

Introduction: Acute urinary retention is uncommon in childhood, and it can be congenital or secondary to traumatic, inflammatory, surgical, neurological or mechanical processes, drug-induced or psychogenic.

Case report: We report a clinical case of a thirteen year old girl with hypogastric pain, urinary retention and constipation. On physical examination a rounded hipogastric mass was palpable. An abdominal X-ray revealed a radiopaque image in the lower third of the abdomen and the abdominal-pelvic ultrasonography revealed an impure content suggesting hematocolpos and hematometra. A surgical incision of the hymen was performed, with favorable outcome.

Conclusion: A careful inspection of the external genitalia immediately after birth is essential for the diagnosis of imperforated hymen. When not detected and treated in the neonatal period, most of them have a delayed diagnosis during puberty when complications may occur.

Key words: Hematocolpos, hemato­metra, urinary retention.

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDf format.

 

BIBLIOGRAFIA

1. Chang JW, Yang LY, Wang HH, Wing JK, Tiu CM. Acute Urinary Retention as the Presentation of Imperforate Hymen. J Chin Med Assoc 2007; 70 (12): 559-61         [ Links ]

2. Herman MI, Saxena AK, Paton EA. Imperforate Hymen. Emedicine [update Out 2, 2009]. Acessível em http://emedicine.medscape.com/article/954252-overview

3. Friedman EM, Rotta AT, Menna VJ. Index of Suspicion. Pediatric.Rev1994; 15: 495-7

4. Lacy JA, Hillard PJA. Imperforate Hymen.emedicine [update Dec 12, 2007]. Acessível em http://emedicine.medscape.com/article/269050­-overview

5. Bloxom A, Powell N. Urinary Retention due to hematocolpometra-Report of two cases, One with Spontaneous Recovery. Department of Urology. Baylor University College of Medicine 1948: 567-9

6. Elder JS. Obstruction of the Urinary Tract. In: Kliegman, RM, Stanton BF, Jenson HB, Behrman RE, editors. Nelson Textbook of Pediatrics. 18th ed. Philadelphia: Saunders Company, 2007; 2234-43

7. Sanfilippo JS. Vulvovaginal and Müllerian Anomalies. In: Kliegman, RM, Stanton BF, Jenson HB, Behrman RE, editors. Nelson Textbook of Pediatrics. 18th ed. Philadelphia: Saunders Company, 2007; 2287-9

 

CORRESPONDÊNCIA

Marta Filipa Ferreira Santalha

Serviço de Pediatria do Centro Hospitalar do Alto Ave, Guimarães

Rua dos Cutileiros, Creixomil

4835-044 Guimarães

msantalha@gmail.com

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons