SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Potencialidades do Pinus pinaster e Cytisus multiflorus na fitoestabilização de escombreiras na mina de ouro de Santo António (Penedono)Cádmio, Cobre, Níquel e Zinco em solos com ocupação agrícola em Portugal índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista de Ciências Agrárias

versão impressa ISSN 0871-018X

Rev. de Ciências Agrárias v.30 n.2 Lisboa jul. 2007

 

Evolução do N residual e do pH num Podzol da Campina de Faro, por efeito da fertirrega gota-a-gota num pomar de jovens laranjeiras

Residual N and pH evolution in a Podzol from Campina de Faro, as affected by drip fertigation in a young orange orchard

M.R. Menino1, C. Carranca1, A. de Varennes2, J.C. Tomás3, F.P. Pires1 & A.V. Oliveira1

 

RESUMO

Num pomar de jovens laranjeiras ‘Lane Late’ enxertadas em citrangeira ‘Carrizo’, plantadas em Abril de 1999, num Podzol Hidromórfico, na Campina de Faro (Algarve), foram ensaiados 5 níveis de N, aplicados por fertirrega gota-a-gota, em doses crescentes ao longo de 3 anos (N1 - 10, 15, 20; N2 - 20, 30, 40; N3 - 40, 60, 80; N4 -80, 120, 160; N5 - 160, 240, 320 g N por árvore). Anualmente, no início e fim de cada ciclo cultural, colheram-se amostras de terra na zona de humedecimento dos gotejadores para caracterização química, apresentando- -se, neste trabalho, uma apreciação da evolução dos teores de N residual e do pH do solo, na medida da sua influência na disponibilidade dos nutrientes fornecidos à planta. O teor de N “total” no solo não variou significativamente por efeito do tratamento azotado, observando-se um decréscimo gradual com a profundidade, como seria de esperar num solo arenoso (96% de areia). O teor de N mineral, variou significativamente com a época de amostragem, nível de N aplicado e profundidade, em particular para o N nítrico, em que se registaram decréscimos no final de cada Inverno, em consequência do período das chuvas. O teor de nitratos foi significativamente superior para os níveis mais elevados de aplicação de N, sugerindo que tais doses terão sido excessivas. No final do 1º ano de ensaio, o pH do solo aumentou significativamente, provavelmente devido ao fornecimento contínuo e localizado de água de rega alcalina e com teores relativamente elevados de HCO3-, Ca2+ e Mg2+. No final do 2º e 3º anos, o valor do pH do solo manteve-se idêntico ao inicial, o que poderá explicar-se pela aplicação de doses mais elevadas de adubos acidificantes, bem como pela lavagem das tuba-gens com soluções também acidificantes. No que se refere ao teor dos restantes nutrientes, apesar de se terem registado diferenças significativas, os valores encontrados foram sempre baixos ou muito baixos, não exercendo grande influência na nutrição das plantas.

 

ABSTRACT

A young ‘Lane Late’ orange orchard grafted on ‘Carrizo’ citrange was planted in 1999, in a Gleyic Podzol, located at Campina de Faro (Algarve), with the application of five N rates, applied through drip fertigation, in increasing levels throughout 3 years (N1 - 10, 15, 20; N2 -20, 30, 40; N3 - 40, 60, 80; N4 - 80, 120, 160; N5 - 160, 240, 320 g N per tree). Annually, in the beginning and in the end of each cultural cycle, soil samples were collected, in the wetted zone, for chemical characterization. The main objectives of the present work were to study the evolution of residual soil N and pH.

Residual N in the soil was not significantly affected by N rates, decreasing gradually with the depth, as it was expected in such a sandy soil (96% of sand). Nitrogen was significantly affected by the sampling date, N rate and depth, particularly for nitric N, which decreased at the end of each winter, in consequence of the rainy season. Nitrate levels were significantly greater for the higher N rates, suggesting that such rates were excessive. In the end of the 1st year soil pH increased significantly, probably due to the continuous and localized supply of alkaline irrigation water, rich in HCO3-, Ca2+ and Mg2+. At the end of the 2nd and 3rd years, soil pH maintained identical value as for the initial soil pH, which can be explained by the increasing levels of acidifying fertilizer applied, as well as the acidifying solutions used to clean the irrigation pipes. As for the concentration of the remaining nutrients, although there were significant differences, the values determined in the soil samples were low or very low, not contributing to plant nutrition.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Alva, A.K. & Obreza, T.A. 1993. Variation in soil pH and calcium status influenced by microsprinkler wetting pattern for young citrus trees. HortScience, 28: 1166-1167.         [ Links ]

Cardoso, J.C. 1974. A classificação dos solos de Portugal. Nova versão. Boletim de Solos do SROA, 17: 14-46.

Carranca, C. 1999. Diagnóstico do estado nutritivo dos citrinos. Métodos de recomendação da fertilização. Agronomia Lusitana, 46: 1-9.

Davies, F.S. & Albrigo, L.G. 1998. Citrus. CAB International, Great Britain.

Fonseca, M.S. & Marado, M.O.B. 1991. Carta de Solos de Portugal. Enquadramento das Unidades Taxonómicas da Classificação do C.N.R.O.A. na Legenda da F.A.O. (1ª aproximação). MAPA, INIA, CNROA. Lisboa.

ISSS-ISRIC-FAO. 1998. World Reference Base for Soil Resources. World Soil Resources Reports, 84, Rome.

Legaz, F., Serna, M.D., Ferrer, P., Cebolla, V. & Primo-Millo, E. 1995. Análisis de Hojas, Suelos y Aguas para el Diagnóstico Nutricional de Plantaciones de Cítricos. Procedimiento de Toma de Muestras. Consell. D’Agric. Pescas i Alimentació. Fullets Divulgació. Valencia, España.

LQARS (Laboratório Químico Agrícola Rebelo da Silva). 2000. Manual de Fertilização das Culturas. MADRP, INIA, Lisboa.

Martins, J.C. & Alvim, A.J.S. 1980. Caracterização hidro-pedológica dos solos da Unidade de Experimentação do Patacão. Pedologia, 15: 115-207.

Tomás, J.C. 2001. Lixiviação de Nitratos em Fertirrega Localizada. Tese de Mestrado em Engenharia do Solo e da Água,Universidade de Évora, Évora.

USSLS. 1954. Diagnosis and Improvement of Saline and Alkali Soils. In Richards, L.A. (ed) Handbook 60. USDA, Washington D.C.

Varennes, A. de. 2003. Produtividade dos Solos e do Ambiente. Escolar Editora, Lisboa.

 

1 Estação Agronómica Nacional, Av. da República, 2784-505 Oeiras, Tel.: 214403515; Fax: 214416011; E-mail: reginamenino@hotmail.com;

2Instituto Superior de Agronomia, Tapada da Ajuda, 1349-017 Lisboa

3Direcção Regional de Agricultura do Algarve, Apartado 282, Patacão, 8000904 Faro

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons