SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número1-2Vidros Cerâmicos Nanocristalinos TransparentesRevestimentos autolubrificantes de ZrCN para ferramentas de corte índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ciência & Tecnologia dos Materiais

versão impressa ISSN 0870-8312

C.Tecn. Mat. v.21 n.1-2 Lisboa jun. 2009

 

Dia Mundial dos Materiais 2008

1ª Menção Honrosa SPM

 

Células solares de silício micro/nanocristalino

 

Lúcia P. Gomes

 

CENIMAT/I3N, Departamento de Ciência dos Materiais, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e CEMOP/UNINOVA. Campus da Caparica, 2829-516 Caparica, Portugal.

lig10801@fct.unl.pt

 

 

RESUMO:

Este trabalho teve por objectivo produzir e caracterizar células solares semi-transparentes de silício amorfo (a-Si:H) /microcristalino para aplicação em janelas.

As células solares produzidas têm a seguinte estrutura: vidro/ TCO/ p/ i´/ i/ n/ metal. As camadas semicondutoras p, i´, i e n foram produzidas por deposição química de vapores assistida por plasma (PECVD – Plasma Enhanced Chemical Vapor Deposition) de 27,12 MHz (camada intrínseca – i) e de 13,56 MHz (camadas p, i, e n). A camada i´ é uma camada de bloqueio (buffer layer) à difusão de impurezas da camada p para a camada intrínseca.

O TCO (transparent conductor oxide) usado foi o óxido de zinco dopado com gálio (GZO), devido à sua estabilidade química e à sua textura natural de superfície.

Após optimização do processo, seguiu-se a produção e caracterização de células solares semitransparentes. Inicialmente estudaram-se padrões e geometrias para produzir células solares semi-transparentes em substratos de 4x4 cm2, de modo a garantir uma transmitância nunca inferior a 50%. Para se obter a geometria pretendida na célula foram utilizadas as técnicas de fotolitografia, erosão química via húmida e via seca.

Tendo em conta os resultados da caracterização das células, da transmitância e ainda da fiabilidade e custo do processo, foi definida a geometria/padrão para produção de células semi-transparentes em substratos de 10x10 cm2.

Com o culminar do trabalho foi realizado um protótipo com a incorporação da célula semi-transparente de 10x10 cm2 no caixilho de uma janela. A produção de um demonstrador de uma janela inteligente, resultante da integração da célula solar semi-transparente com uma janela electrocrómica, foi um grande desafio deste trabalho.

Palavras chave: células solares semi-transparentes; silício microcristalino, silício nanocristalino, silício amorfo, janela inteligente.

 

 

ABSTRACT:

The present work aims to the production and characterization of amorphous (a-Si:H)/microcrystalline silicon based semi-transparent solar cells for windows application.

The produced solar cells structure is as follows: glass/TCO/p/i’/i/n/metal. The semiconductor layers p, , i e n were obtained by Plasma Enhanced Chemical Vapor Deposition (PECVD) of 27.12MHz for the intrinsic i layer and 13.56MHz for the remaining layers. The layer is a buffer layer that prevents the diffusion of impurities from the p layer to the intrinsic layer.

Gallium doped Zinc oxide was used as the transparent conductor oxide (TCO) due to its chemical stability and natural surface texture.

After process optimization, the transparent solar cells were produced and characterized. Patterns/geometries to produce these devices were initially studied on 4x4 cm2 substrates in order to insure at least 50% of transmittance. The techniques used to define the cells patterns were photolithography, chemical and dry etching.

Taking into account the results obtained (characterization), process cost and reliability, the geometry for production of semi-transparent solar cells on 10x10 cm2 substrates was defined.

At the final stage of this project, a prototype of a window with an incorporated 10x10 cm2 semi-transparent solar cell was produced. The combination of the semi-transparent solar cell with an electrochromic window proved to be the greatest challenge of the whole process.

Keywords:  semi-transparent solar cells; µc/nc silicon; amorphous silicon, intelligent windows.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

BIBLIOGRAFIA

 

[1] http://www.aream.pt (acedido em Novembro de 2007)

[2] http://pt.wikipedia.org/wiki (acedido em Novembro de 2007)

[3] "Semicondutores Amorfos," Universidade Nova de Lisboa Apontamentos de aulas (2002).

[4] Hugo Águas, "Influência da Configuração dos Eléctrodos de R.F. de um Reactor de PECVD nas Propriedades dos Plasmas," FCT-UNL Tese de Mestrado (1999).

[5] Leandro Raniero, "Produção e Caracterização de Células Fotovoltaicas de Silício Nano-Estruturado produzido por plasma de 27,12MHz," Tese de Doutoramento, FCT-UNL (2005).

[6] R. F. Martins, "A Conversão de Energia de Origem Fotovoltaica Baseada em Células Solares de Silício Monocristalino; Policristalino; Amorfo," FCT-UNL (1985).

[7] Rui M.G.Castro, "Energias Renováveis e Produção Descentralizada," Secção de Energia, IST (2007).

[8] R. W. Miles, "Photovoltaic solar cells: Choice of materials and production methods," Vacuum 80 (10), 1090-1097 (2006).        [ Links ]

[9] A. M. Ali and S. Hasegawa, "Effect of hydrogen dilution on the growth of nanocrystalline silicon films at high temperature by using plasma-enhanced chemical vapor deposition," Thin Solid Films 437 (1-2), 68-73 (2003).

[10] T. Matsumoto, M. Kondo, S. V. Nair et al., "Inverted Staebler-Wronski effect in nanocrystalline silicon," Journal of Non-Crystalline Solids 227, 320-323 (1998).

[11] S. Halindintwali, D. Knoesen, R. Swanepoel et al., "Improved stability of intrinsic nanocrystalline Si thin films deposited by hot-wire chemical vapour deposition technique," Thin Solid Films 515 (20-21), 8040-8044 (2007).