SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número3From psychotherapy to emotional well beingUn monde de fous: Comment notre société maltraite ses malades mentaux índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Análise Psicológica

versão impressa ISSN 0870-8231

Aná. Psicológica v.24 n.3 Lisboa jul. 2006

 

A relação psicoterapêutica na abordagem fenomenológico-existencial

Adir Machado Lessa (*)

Roberto Novaes De Sá (**)

RESUMO

Este artigo mostra como, desde sua emergência histórica, a psicoterapia de base fenomenológico-existencial tem como preocupação central a compreensão da existência concreta, em oposição as explicações teóricas abstratas de inspiração científico natural. Como conseqüência, a relação terapêutica jamais se reduz a um encontro técnico entre especialista e cliente, enquanto subjetividades isoladas, mas deve ser vista como a dimensão mais essencial da clínica e elaborada tematicamente como um modo específico de encontro existencial, fundado, enquanto possibilidade ôntica, na estrutura existencial-ontológica denominada por Heidegger como “ser-no-mundo-com-o-outro”.

Palavras-chave: Heidegger, psicoterapia, Rollo May, ser-no-mundo-com-o-outro.

 

 

ABSTRACT

The on going paper argues that phenomenological-existential approach to psychotherapy has, from its historical origins, a central preoccupation with concrete existence, in opposition to abstract theorical explanations of natural scientific inspiration. The therapeutic relation, as a consequence, is never understood like a technical meeting between a specialist and his client, as inner subjectivities. It must be seen as the essential dimension of psychotherapy and thematically conceived like a specific way of existential encounter based, as ontical possibility, on the existential-ontological structure called by Heidegger as “being-in-the-world-with-others”.

Key words: Heidegger, psychotherapy, Rollo May, being-in-the-world-with-others.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

Heidegger, M. (1987). Zollikoner Seminare. Frankfurt am Main: Vittorio Klostermann.         [ Links ]

Heidegger, M. (1989). Ser e Tempo, Vol. 1. Petrópolis, RJ: Vozes.

May, R. (1976). Psicoterapia Existencial. Porto Alegre:Editora Globo.

May, R. (1977). Existencia. Madrid: Editorial Gredos. May, R. (1988). A Descoberta do Ser. Rio de Janeiro: Editora Rocco.

 

 

(*) Presidente da Sociedade de Análise Existencial e Psicomaiêutica – SAEP, Brasil.

(**) Universidade Federal Fluminense, Brasil.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons