SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número2Contribuição para o estudo da versão portuguesa da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS): I - Abordagem teórica ao conceito de afectoO que é a Saúde. Significações pessoais, modelos científicos e educação para a saúde (2005): Joaquim da Cruz Reis. Lisboa: Vega, 102 pp. índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Análise Psicológica

versão impressa ISSN 0870-8231

Aná. Psicológica v.23 n.2 Lisboa abr. 2005

 

Contribuição para o estudo da versão portuguesa da Positive and NegativeAffect Schedule (PANAS): II – Estudo psicométrico (*)

IOLANDA COSTA GALINHA (**)

JOSÉ LUIS PAIS-RIBEIRO (**)

 

 

RESUMO

Estudo da adaptação da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS; Watson, Clark & Tellegen, 1988) para a população portuguesa. A metodologia do estudo procurou replicar o estudo de desenvolvimento da escala original. Tal como o estudo original, pediu-se a 348 estudantes universitários que respondessem em que medida experienciaram as 60 emoções (traduzidas para Português) propostas por Zevon e Tellegen (1982) “durante os últimos dias” e “durante as últimas semanas”, numa escala de 5 pontos.

A versão portuguesa da PANAS consiste em 20 emoções com duas sub-escalas, o afecto positivo e o afecto negativo. A análise dos dados resultou numa versão portuguesa muito semelhante à original americana, em que 13 itens são iguais e em que todas as categorias originais estão representadas.

Os resultados indicam uma consistência interna adequada de α= 0,86 para a escala de afecto positivo e de α= 0,89 para a escala de afecto negativo. Tal como era esperado, em semelhança à escala original, a correlação entre a escala de afecto positivo e de afecto negativo situou-se perto do zero (r=-0,10), determinando a ortogonalidade entre as sub-escalas de afecto positivo e negativo.

Palavras-chave: Validação portuguesa, Escala de Afecto Positivo e Negativo, PANAS.

 

 

ABSTRACT

Study of adaptation of the Positive and Negative Affect Schedule (PANAS; Watson, Clark & Tellegen, 1988) to the Portuguese population. The methodology design intended to replicate the methodology of the development of the original scale. As the original study, we asked 348 university students to answer in what extent did they experienced the Portuguese translation of the 60 emotions list from Zevon and Tellegen (1982), “during the past few day” and “during the pas few weeks”, in a 5 point scale.

The Portuguese version of the PANAS consists in a 20 emotions checklist with two sub scales, the positive affect and the negative affect. The psychometric data analyses resulted in a Portuguese version very similar to the original scale, sharing 13 items of the 20 from the American scale. All the original categories of emotion are represented in the Portuguese PANAS. Results indicate a good internal consistency reliability of the scale.

Results indicate a good internal consistency α=.86 for the positive affect scale and α=.89 for the negative affect scale. As expected and similar to the original scale, the correlation between the positive and negative affect scale situated near zero (r=-.10), stating the orthogonality between the subscales of positive and negative affect.

Key words: Validation Portuguese, Positive and Negative Affect Schedule, PANAS.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS

Diener, E., & Emmons, R. A (1995). The independence of positive and negative affect. Journal of Personality and Social Psychology, 47, 1105-1117.         [ Links ]

Galinha, I, & Ribeiro, J. (2005). Contribuição para o estudo da versão portuguesa da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS): I - Abordagem teórica ao conceito de afecto. Análise Psicológica, 23 (2), ver artigo anterior na presente edição.         [ Links ]

Larsen, R., & Diener, E. (1992). Promises and problems with the circumflex model of emotion. In M. S. Clark (Ed.), Review of Personality and Social Psychology: Emotional and Social Behaviour (pp. 2559). Newbury Park: Sage.         [ Links ]

Watson, D., Clark, L., & Tellegen, A. (1988). Development and validation of brief measures of positive and negative affect: the PANAS scales. Journal of Personality and Social Psychology, 54, 1063-1070.         [ Links ]

Watson, D., & Tellegen, A. (1985). Toward a consensual structure of mood. Psychological Bulletin, 98, 219-235.         [ Links ]

Zevon, M. A., & Tellegen, A. (1982). The structure of mood change: An idiographic/nomothetic analysis. Journal of Personality and Social Psychology, 43, 111-122.         [ Links ]

 

 

(*) Trabalho financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (BD /8336/ 2002).

(**) Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons