SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número3Comunicação em saúde: Relação Técnicos de Saúde - Utentes índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Análise Psicológica

versão impressa ISSN 0870-8231

Aná. Psicológica v.22 n.3 Lisboa set. 2004

 

O demente, a família e as suas necessidades

 

FILOMENA C. BAYLE (*)

 

 

RESUMO

A população idosa duplicou nos últimos quarenta anos devido à melhoria da qualidade de vida e aos progressos da Medicina, aumentando não só a longevidade, como a esperança média de vida sem incapacidade. No entanto, é o mau envelhecimento, a incapacidade, a dependência e a demência que causam medos e angústias por vezes superiores à própria morte.

A Psicologia da Saúde tem um papel fundamental junto do idoso e em particular do demente à volta de um eixo individual e outro colectivo, que abordaremos neste trabalho. As famílias dos dementes isoladas chegam por vezes ao esgotamento. Tentaremos dar alternativas possíveis para melhorar a qualidade de vida do demente e da família, dando um especial relevo às suas necessidades.

Palavras-chave: Idoso, demente, família.

 

 

ABSTRACT

In the last forty years, the percentage of the elderly in the population doubled due to a better quality of life and to a higher medical efficiency, resulting in a longer life and an improved expectation of life without disability. Still, aging in bad conditions such as a handicap, disability, dependency and dementia frequently causes fear and anguish, sometimes superior to those caused by death itself.

Health Psychology is essential for aging people, and specially the demented, in two ways: individually and, as shown hereafter, collectively. Isolated families of demented people sometimes get totally “burnt out”. The purpose of this work is to focus on the needs of the demented and their families in order to improve their quality of life.

Key words: Elder people, insane, family.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Bayle, F. C. (2002). O Passado Presente - o « Presente » do Passado e o Presente no Passado. O Idoso em 2000 - actualidades e perspectivas na Intervenção Psicossocial. Loulé: Inuaf-studia.         [ Links ]

Calman, K. (1984). Quality of life in cancer patients - an hypothesis. Journal of Medicine and Ethics, 10, 124-127.         [ Links ]

Carvalho Teixeira, J. A. (1999). Formação em psicologia e cuidados de saúde primários. Análise Psicológica, 17 (3), 577-582.         [ Links ]

Forette, F. (2000). Libération, 22 e 23 de Abril.        [ Links ]

Minuchin, M. (1981). Family therapy techniques. Cambridge: Harvard University Press.         [ Links ]

Ribeiro, J. L. P. (1994). A importância da qualidade de vida para a psicologia da saúde. Análise Psicológica, 2-3, 179-191.         [ Links ]

 

 

(*) INUAF - Instituto Universitário D. Afonso III, Loulé.

 

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons