SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número2Avaliação das intenções comportamentais relacionadas com a promoção e protecção da saúde e com a prevenção das doenças«Maternidade atrás das grades»: Comportamento parental em contexto prisional índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Análise Psicológica

versão impressa ISSN 0870-8231

Aná. Psicológica v.22 n.2 Lisboa jun. 2004

 

Filho do coração...

Adopção e comportamento parental (*)

 

SÍLVIA A. FERREIRA (**)

ANTÓNIO PIRES (**)

FERNANDA SALVATERRA (***)

 

RESUMO

Este trabalho foi elaborado com o objectivo de compreender os sentimentos e vivências das mães, enquanto mães adoptivas, avaliando as estratégias encontradas para solucionar as diversas dificuldades que esta situação acarreta. Para tal, foram realizadas e analisadas cinco entrevistas semi-estruturadas, de acordo com o método Grounded Theory, a mães adoptivas com idades compreendidas entre os vinte e sete e os quarenta anos de idade, cujas crianças tinham idades variáveis entre os três meses e os seis anos, aquando da realização das entrevistas. Assim, observou-se a emergência de cinco fases: o desejo de ter um filho; os tratamentos médicos/hospitalares; o desejo de adoptar; o planeamento para a chegada da criança e, por último, a concretização do desejo de ser mãe. Estas fases interligam-se por vários pontos de transição donde se destaca a percepção de um problema (infertilidade), o fracasso dos tratamentos médicos com a aceitação de uma parentalidade adoptiva, a reunião com o técnico e, por último, a ida para casa.

Palavras-chave: Criança, pais, comportamento parental, adopção, Grounded Theory, desejo de ser mãe.

 

ABSTRACT

This dissertation has for goal the understanding of the feelings and life-stile of adoptive mothers, evaluating the strategies that they found to copy with this particularly situation. We have made and analysed five semi-structure interviews, according to the Grounded Theory method, to adoptive mothers with ages between twenty-seven and forty years old, whose children have ages between three months and six years. Thereby it's demonstrated the emergency of five stages: the desire to have a child; the medical/hospital treatments; the desire to adopt; planning the child's arrival, and at last, the achievement of the desire to became a mother. The transition and connection of these phases were made by the undergoing of some points as, the perception of a problem (infertility), the failure of the medical treatments and the transition to an adoptive parenthood, the reunion with the technician and the going home of the new family.

Key words: Children, parents, parental behaviour, adoption, Grounded Theory, desire to be a mother.

 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Berger, M. (1997). A criança e o sofrimento da separação. Lisboa: Climepsi Editores.

        [ Links ]

Brodzinsky, D., Smith, D., & Brodzinsky, A. (1998). Children's Adjustment to Adoption: Developmental and clinical issues. California: SAGE.

        [ Links ]

Bornstein, M. (Ed.) (1995). Handbook of parenting. Vol. 3: Status and social conditions of parenting. UK: Hove.

        [ Links ]

Diniz, J. (1993). Este meu filho que eu não tive: A adopção e os seus problemas. Porto: Edições Afrontamento.

        [ Links ]

Sá, E., & Cunha, J. M. (1996). Abandono e Adopção: O nascimento da família. Coimbra: Livraria Almedina.

        [ Links ]

Triseliotis, J. (1991). Adoption Outcomes: A Review. In Hibbs (Ed.), Adoption: Internacional Perspective (pp. 291-310). Connecticut: International Universities Press.

        [ Links ]

Tsiantis, J. (1991). Assessment of Parental Care Capacity in the Context of Adoption. In Hibbs (Ed.), Adoption: Internacional Perspectives (pp. 57-71). Connecticut: International Universities Press.

        [ Links ]

 

(*) Agradecimentos: Ao Centro de Estudos de Apoio à Criança e à Família de Lisboa, nomeadamente às mães que participaram neste estudo, pela disponibilidade e facilitação na recolha de dados.

(**) Instituto Superior de Psicologia Aplicada, Lisboa.

(***)Centro de Estudos de Apoio à Criança e à Família (CEACF).

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons