SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número4As actividades expressivas e criativas... são experiências científicasMotivações e desempenho de estudantes universitários índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Análise Psicológica

versão impressa ISSN 0870-8231

Aná. Psicológica v.16 n.4 Lisboa dez. 1998

 

Mais idade e menos cidadania (*)

Ester Vaz (**)

RESUMO

O artigo reporta os resultados de um estudo sobre a integração social das pessoas idosas com autonomia funcional, na perspectiva do seu bem-estar em contextos rural e urbano. Principais eixos de análise: a relação que se estabelece entre os equipamentos sociais destinados às pessoas idosas e o nível de satisfação pessoal que lhes é proporcionado; as condições de protagonismo pessoal nas relações de afectividade, convivência e autonomia no ambiente familiar e social das pessoas idosas.

Os resultados obtidos sugerem a existência de redes de sociabilidade e solidariedade familiar e de vizinhança, sentida como mais abrangente no espaço rural. Por outro lado, as normas rígidas de funcionamento e distanciação dos grupos familiares dos idosos impostas pelos equipamentos sociais nada contribuem para a realizaçao pessoal dos idosos. Além disso, o apoio assíduo prestado pelos idosos à família e especialmente aos netos torna-se, para eles próprios, numa inestimável via de integração social, não facilmente reconhecida mas de enorme valia social.

Palavras-chave: Idosos, geriatria, políticas sociais, cidadania, lares de idosos, reformados, velhos.

 

ABSTRACT

The article reports the results of a study about the social integration of elderly people with functional autonomy, in terms of their well-being in urban and rural environments. Main analysis factors: the relationship established between the social equipments for elderly people and the personal satisfaction level that is felt; the conditions personal protagonism in the elderly people's afectivity, socialization and autonomy in the family and social environments.

The results obtained suggest the existence of sociability and solidarity, both in the family and the neighbourhood levels, felt more strongly in rural environments. Moreover, the strict rules involving the functioning and the distancing of the family groups of elderly people, imposed by social equipment, work negatively on the elderly people's personal fulfilment. Furthermore, the constant support given by the elderly people to their families and especially to their grandchildren becomes, to themselves, an important way of social integration, not easily recognised but with great social value.

Key words: Elderly, social policies, citizenship, home older, retired.

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Almeida, L. S., & Morais, M. F. (1992). Inteligência e desempenho cognitivo: interdependência e estratégias de promoção. Cadernos CIDINE, 3, 23-34.

        [ Links ]

Bourdieu, P. (1984). Homo Academicus. Paris: Minuit. Canôas, C. S. (1983). A condição humana do velho. São Paulo: Cortez Editora.

Guillemard, A.-M. (1988). Etat et politique sociale. Le cas de la politique Française de la veillesse. Les Cahiers de la Recherche sur le Travail Social, 15, 115-136.

Karsz, S. (1988). Deconstruire la veillesse. Les Chaiers de la Recherche sur le Travail Social, 15, 33-45.

Lenoir, R. (1989). Object sociologique et problème social. In Initiation à la pratique sociologique (pp. 53-100). Paris: Bordas.

Ministério do Emprego e Segurança Social (1984). Lisboa.

Ministério da Solidariedade e Segurança Social (1996). Segurança social. Evolução recente 1992 a 1995. Lisboa.

Mónica, F. (1978). Educação e sociedade no Portugal de Salazar. Lisboa: Ed. Presença.

Navarro-Montes, J. M. (1994). Models i teories del procéss d'envelliment humá. Barcelona: PPU.

Nunes, A. S. (1984). Questões preliminares sobre as ciências sociais. Lisboa: Ed. Presença.

Nunes, A. S., & Miranda, J. D. (1969). A composição social da população portuguesa: alguns aspectos e implicações. Análise Social, 27-28, 333-381.

Pintado, X. (1967). Níveis e estruturas de salários comparados: os salários portugueses e os europeus. Análise Social, 17, 55-89.

Santos, B. de S. (1992). O Estado e a sociedade em Portugal (1974-1988). Porto: Afrontamento.

Renau, M. D., & Manén, ??? (1993). El diálogo de la diferencia. In Solidaridad intergeracional (pp. 43-46). Barcelona: Fundación La Caixa.

Silva, A. dos S., & Pinto, J. M. (org.) (1986). Metodologia das ciências sociais. Porto: Afrontamento.

Vala, J. (1986). Sobre as representações sociais -Para uma epistemologia do senso comum. Cadernos de Ciências Sociais, 4, 5-30.

 

(*) Este artigo foi publicado no livro específico do Encontro Galaico-Português sobre Psicologia e Educação.

(**) Escola Superior de Educação do Porto. Instituto Superior de Serviço Social do Porto.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons