SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número179Migração para Portugal de jogadores de futebol africanos: recurso colonial e neocolonial«A parte que te cabe neste latifúndio»: o futebol brasileiro e a globalização índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Análise Social

versão impressa ISSN 0003-2573

Anál. Social  n.179 Lisboa  2006

 

«Apolíneos e dionisíacos» — o papel do futebol no pensamento de Gilberto Freyre a respeito do «povo brasileiro»**

Tiago Maranhão*

 

O propósito deste trabalho é abordar e sugerir uma discussão sobre as teorias raciais debatidas no Brasil do início do século XX, fazendo um contraponto a partir da interpretação de Gilberto Freyre acerca da maneira brasileira de jogar futebol (dionisíaca) em comparação com o estilo europeu (apolíneo), tomando como base os textos do próprio Freyre sobre o dito desporto.

Palavras-chave: Freyre, Gilberto, 1900-1987, Futebol

 

«Apoliniens et dionysiaques» — le rôle du football dans la pensée de Gilberto Freyre à propos du «peuple brésilien»

Le but de ce travail est d’aborder et de suggérer une discussion sur les théories raciales débattues dans le Brésil du début du XXe siècle, en faisant un contrepoint à partir de l’interprétation de Gilberto Freyre sur la manière brésilienne de jouer au football (dionysiaque) par rapport au style européen (apolinien), et sur base des textes du propre Freyre à propos de ce sport.

 

«Apollineans and Dyonisiacs» — the role of football in the thinking of Gilberto Freyre on the «Brazilian people»

The purpose of this article is to open up a discussion on the debate over racial theories in Brazil at the beginning of the twentieth century by contrasting Gilberto Freyre’s interpretation of the Brazilian way of playing football (which is Dyonisiac) with the European way (which is Apollinean), using Freyre’s own writings on this sport.

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

BIBLIOGRAFIA

Brookshaw, David (1983), Raça e Cor na Literatura Brasileira, Porto Alegre, Mercado Aberto.        [ Links ]

Chiavenato, Julio José (1986), O negro no Brasil: da senzala à Guerra do Paraguai, São Paulo, Brasiliense, 3.a ed.

Coutinho, Edilberto (1994), Gilberto Freyre, Rio de Janeiro, Editora Agir.

Elias, Norbert, e Dunning, Eric (1992), Deporte y ocio en el proceso de la civilización, Madrid, Fondo de la Cultura Económica.

Filho, Mário (1964), O Negro no Futebol Brasileiro, Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, S. A, 2.a ed.

Freyre, Gilberto (1985), Sobrados e Mucambos, Rio de Janeiro, José Olympio Editora, 7.a ed.

Freyre, Gilberto (2001), Ingleses no Brasil, Rio de Janeiro, Topbooks, 3.a ed.

Freyre, Gilberto (2001), Interpretação do Brasil. Aspectos da formação social brasileira como processo de amalgamento de raças e culturas, São Paulo, Companhia das Letras.

Guimarães, Ruth (1982), Dicionário da Mitologia Grega, São Paulo, Editora Cultrix.

Gould, Stephen Jay (1999), A Falsa Medida do Homem, São Paulo, Martins Fontes, 2.a ed.

Harris, Marvin (2001), Introducción a la antropologia general, Madrid, Alianza Editorial.

Helal, Ronaldo, Lovisolo, Hugo, e Soares, Antonio Jorge (2001), A invenção do país do futebol — Mídia, Raça e Idolatria, Rio de Janeiro, Mauad.

Hobsbawm, Eric (2004), A Questão do Nacionalismo: nações e nacionalismo desde 1780, Lisboa, Terramar, 2.ª ed.

Hobsbawn, E., e Ranger, T. (1985), A invenção das tradições, São Paulo, Paz e Terra.

Huizinga, Johan (2000), Homo Ludens: o jogo como elemento da cultura, São Paulo, Ed. Perspectiva, 4.a ed.

Maciel, Maria Eunice (1999), «A eugenia no Brasil», in Revista Anos 90, n.º 11, Porto Alegre.

Nietzsche, Friedrich (1999), O Nascimento da Tragédia, São Paulo, Companhia das Letras.

Orlandi, Eni Pulcinelli (1990), Terra à Vista. Discurso do confontro: velho e novo mundo, São Paulo, Cortez Editora.

Rosenfeld, Anatol (1993), Negro, Macumba e Futebol, São Paulo, Perspectiva.

Schwarcz, Lilia (2002), O Espetáculo das Raças, São Paulo, Companhia das Letras.

Skidmore, Thomas E. (1976), Preto no Branco: raça e nacionalidade no pensamento brasileiro, Rio de Janeiro, Paz e Terra.

Wahl, Alfred (1997), Historia del fútbol: del juego al deporte, Barcelona, Biblioteca de bolsillo Claves.

 

* Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (mestrando).

** Este texto baseou-se na comunicação «Apolo versus Dionísio no campo da história: o futebol em Gilberto Freyre», apresentada no IV Seminário de História, «A razão histórica», da Universidade Católica de Pernambuco, em Novembro de 2003.

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons