SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número5Linfangiomas Quísticos Pancreáticos: A Importância da Ecoendoscopia no seu Diagnóstico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


GE-Portuguese Journal of Gastroenterology

versão impressa ISSN 2341-4545

Resumo

NUNES, Isabel Serra et al. Traqueíte: Uma Complicação Rara de Colite Ulcerosa em Crianças. GE Port J Gastroenterol [online]. 2016, vol.23, n.5, pp.259-263. ISSN 2341-4545.  http://dx.doi.org/10.1016/j.jpge.2016.03.002.

Introdução: A doença inflamatória intestinal pode ser causa de complicações intestinais e extraintestinais. As manifestações respiratórias de colite ulcerosa são raras e o envolvimento traqueal é extremamente raro em crianças. Caso 1: Adolescente do sexo feminino, de dezasseis anos de idade, com queixas de dor abdominal, diarreia sanguinolenta, febre e tosse seca com 4 semanas de evolução. A investigação realizada foi compatível com o diagnóstico de colite ulcerosa/co-infecção a Escherichia coli. No 4ª dia de internamento, por persistência das queixas respiratórias, iniciou azitromicina e corticoterapia inalada. Dois dias mais tarde evoluiu para insuficiência respiratória; foi-lhe diagnosticada traqueíte necrotizante pelo que iniciou corticóides endovenosos com rápida melhora clínica. Caso 2: Adolescente do sexo masculino de 12 anos de idade com colite ulcerosa e colangite esclerosante que inicia queixas de odinofagia e tosse seca 10 dias após o diagnóstico. O estudo analítico revelou aumento dos parâmetros inflamatórios e radiografia de tórax normal. Nesta altura inicia azitromicina, sem melhora clínica, iniciando, no quinto dia de doença, dispnéia e febre. A fibroscopia laríngea foi sugestiva de traqueíte pelo que iniciou corticoterapia sistémica com rápida melhoria clínica e analítica. Discussão: A traqueíte é uma entidade que deve ser equacionada em doentes com doença inflamatória intestinal na presença de sintomas respiratórios persistentes, mesmo com estudo complementar normal. O seu reconhecimento e tratamento precoces são essenciais para um prognóstico favorável e prevenção da progressão para insuficiência respiratória.

Palavras-chave : Criança; Colite; Ulcerosa/complicações; Traqueíte/etiologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons