SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número4Perfurações Iatrogénicas Durante a Colonoscopia Numa População Portuguesa: Um Estudo Incluindo Procedimentos Intra e Extra-HospitalaresLesões Colorretais Grandes: Avaliação e Tratamento índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


GE-Portuguese Journal of Gastroenterology

versão impressa ISSN 2341-4545

Resumo

LOURENCO, Rita; AZEVEDO, Sara  e  LOPES, Ana Isabel. Cirurgia na Doença de Crohn Pediátrica: Série de Casos de um Centro de Referência Terciário. GE Port J Gastroenterol [online]. 2016, vol.23, n.4, pp.191-196. ISSN 2341-4545.  http://dx.doi.org/10.1016/j.jpge.2016.03.007.

Introdução: É reconhecido o risco aumentado de cirurgia ao longo da vida na população com doença de Crohn (DC). Contudo os estudos publicados em idade pediátrica são ainda escassos, particularmente na era dos biológicos. Objetivo: Caraterizar o perfil evolutivo da população pediátrica com DC submetida a cirurgia num centro de referência. Métodos: Estudo retrospetivo, transversal, doentes pediátricos com DC submetidos a cirurgia intra-abdominal no período de 11 anos. Resultados: 8/50 doentes com DC (16%); seis raparigas; idade mediana ao diagnóstico 12,0 anos; Classificação de Paris: a) localização: ileocólica (5), cólica (1), proximal (1); ileocólica e proximal (1); b) comportamento: estenosante (4), não estenosante não penetrante (2), penetrante (1), estenosante e penetrante (1); atraso de crescimento (2); terapêutica pré-cirurgia: tiopurinas (6), mesalazina (5), corticóides (3) e agentes biológicos (4). Mediana do PCDAI à data da cirurgia 35,0. O timing cirúrgico mediano foi 2,9 anos após o diagnóstico. Foram efetuadas cirurgias eletivas em seis doentes e de emergência em dois, sem complicações. No período após cirurgia, a terapêutica de manutenção incluiu: biológicos (5) e tiopurinas (3). No período de seguimento (mediana 1,7 anos), ocorreu recidiva numa criança (3,2 anos após a intervenção); as restantes persistiram em remissão clínica; PCDAI mediano na última avaliação 6,3. Observou-se recuperação ponderal e estatural em sete doentes, na última avaliação. Conclusão: O tratamento cirúrgico da DC representa uma alternativa válida em casos selecionados, contribuindo para a resolução de complicações agudas e manutenção da remissão, permitindo um intervalo livre de doença e recuperação nutricional.

Palavras-chave : Adolescente; Criança; Doença de Crohn/diagnóstico; Doença de Crohn/tratamento; Resultado do Tratamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons