SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número4Associação entre Variantes de Expressão da IL-4 e IL-6 e o Cancro Gástrico na População PortuguesaA Ecoendoscopia no Diagnóstico e Estadiamento do Cancro do Pâncreas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


GE-Portuguese Journal of Gastroenterology

versão impressa ISSN 2341-4545

Resumo

CARVALHO, Pedro Boal  e  PEREIRA, Eduardo. Diagnóstico Imagiológico de Doenças Gastrointestinais: Critérios Diagnósticos do Carcinoma Hepatocelular. GE Port J Gastroenterol [online]. 2015, vol.22, n.4, pp.153-160. ISSN 2341-4545.  http://dx.doi.org/10.1016/j.jpge.2015.04.002.

O carcinoma hepatocelular (CHC) é uma das principais causas de morbi-mortalidade a nível mundial, e apesar de avanços no tratamento, o prognóstico é sombrio, com uma mortalidade aos 5 anos de 85%. Assim, reveste-se de particular importância a vigilância e diagnóstico precoce do CHC, de forma a alterar substancialmente as taxas de sobrevida desta neoplasia. Previamente, o diagnóstico do CHC exigia a realização de uma biópsia hepática, uma técnica invasiva com acuidade diagnóstica limitada. Nos últimos 15 anos, o diagnóstico baseado em técnicas de imagem foi sendo progressivamente aceite pelas principais recomendações nacionais e internacionais, e é agora extensamente aplicado em todo o mundo. As recomendações europeias mais recentes para o diagnóstico do CHC aceitam a utilização de tomografia computorizada contrastada e ressonância magnética contrastada para o diagnóstico não invasivo de CHC em nódulos >1 cm no fígado cirrótico. Este diagnóstico depende da presença de alterações imagiológicas típicas, como a hipercaptação homogénea de contraste na fase arterial e o wash-out nas fases portal e tardia, características frequentes em nódulos >2 cm, mas de difícil identificação em CHC de dimensões reduzidas. Em conclusão, as técnicas imagiológicas para o diagnóstico do CHC apresentam uma acuidade diagnóstica progressivamente mais elevada, e permitirão reduzir significativamente a necessidade de biópsia hepática durante a abordagem de nódulos hepáticos num fígado cirrótico.

Palavras-chave : Carcinogénese; Carcinoma Hepatocelular; Ressonância Magnética; Ultrassonografia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons