SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número123Os estudos críticos da religião e do secularismo: virada ou paradigma?O antinarciso no século xxi – A questão ontológica na filosofia e na antropologia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Crítica de Ciências Sociais

versão On-line ISSN 2182-7435

Resumo

FREIRE-MEDEIROS, Bianca  e  LAGES, Mauricio Piatti. A virada das mobilidades: fluxos, fixos e fricções. Revista Crítica de Ciências Sociais [online]. 2020, n.123, pp.121-142. ISSN 2182-7435.  http://dx.doi.org/10.4000/rccs.11193.

Pelo menos desde os anos 2000, testemunhamos o esforço, em diferentes campos disciplinares e a partir de realidades empíricas diversas, para compreender a complexidade do movimento interdependente de pessoas e capitais, bens e imagens. Mas como evitar, na negação de categorias estáticas e metodologias sedentárias, a substituição do que é próprio do Estado-nação pela imprecisão conceitual dos “líquidos” ou pela romantização do nomadismo? Como incorporar, à discussão sobre a mobilidade, as práticas regulatórias e as desigualdades que a estruturam? Qual seria, em resumo, o estatuto teórico das mobilidades – e imobilidades – na teoria social? Este artigo descreve algumas das soluções analíticas propostas pela “virada das mobilidades”, tomando como fio condutor as contribuições daquele que é reconhecido como seu principal articulador, o sociólogo britânico John Urry.

Palavras-chave : epistemologia das ciências sociais; mudança epistêmica; teoria social.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons