SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número113Que princípios éticos devem definir o estabelecimento de prioridades entre doentes? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Crítica de Ciências Sociais

versão On-line ISSN 2182-7435

Resumo

LOPES, Patrícia Pereira; FERNANDES, Otília Monteiro  e  RELVA, Inês Carvalho. A violência como tática de resolução de conflitos entre irmãos. Revista Crítica de Ciências Sociais [online]. 2017, n.113, pp.149-172. ISSN 2182-7435.  http://dx.doi.org/10.4000/rccs.6696.

A violência fraterna é considerada a forma mais prevalente de violência familiar; porém, é geralmente encarada como inofensiva. Numa amostra de 463 adolescentes portugueses com irmãos objetivou‑se: a) estimar a frequência dos comportamentos violentos na fratria; b) verificar em que medida se associam as diferentes táticas de resolução de conflito fraterno; e c) analisar se essas táticas variam em função da idade, do sexo e do tipo de fratria. Os instrumentos utilizados foram o Questionário sociobiográfico (QSB) e as Revised Conflict Tactics Scales - Sibling Version (CTS2‑SP). Os resultados indicaram que os irmãos usam mais a negociação para resolver os conflitos; contudo, a violência psicológica apresenta também percentagens elevadas, sendo os adolescentes mais velhos, o sexo feminino e as díades mistas a usar mais violência. Concluiu‑se que a violência fraterna é altamente prevalente, tornando‑se importante sensibilizar pais e profissionais para esta realidade.

Palavras-chave : adolescentes; Portugal; relações fraternas; resolução de conflitos; violência familiar.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons