SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número24A Matéria da Escultura em João Castro SilvaA poética da matéria natural que se transmuta em organicidade: o olhar ecológico da artista Semea Kemil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista :Estúdio

versão impressa ISSN 1647-6158

Resumo

CORREA, Adriane Rodrigues  e  GONCALVES, Eduarda Azevedo. O que resta e o que se quebra na poética da perda e da destruição na casa labirinto de Raquel Andrade Ferreira. Estúdio [online]. 2018, vol.9, n.24, pp.117-131. ISSN 1647-6158.

O presente artigo versa sobre as obras videográficas e objetuais "era domingo e o almoço havia sido servido" e "Narrativas de uma destruição" da artista brasileira e pesquisadora em arte Raquel Andrade Ferreira, realizadas no período dedoutoramento no Programa de PósGraduação em Artes Visuais pela Universidade Federal de Porto Alegre-PGAVI/UFGRS, sob orientação do prof. Dr, Hélio Fervenza. As duas obras são abordadas evidenciando a relação estabelecida entre o objeto em seu contexto de uso poético e o objeto em suas redes simblicas deperda e transformação dacasa em espaço de destruição, caos e labirinto da artista mulher. Assim como, evidenciaremos, alguns aportes teóricos evidenciados em sua tese e outros, como Rafael Ortiz, artista que se constituiu a partir de demolições, destroços, quebras e outras ações de destruição no âmbito amplo e a artista Martha Rosler que cerca-se das práticas do quebrar no campo doméstico.

Palavras-chave : Destruição; casa labirinto; perda.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons