SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número21Estudio de las propiedades psicométricas de la Escala de Bienestar Psicológico de 42 ítemsLa salud mental de los enfermeros: Estudio preliminar índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versión impresa ISSN 1647-2160

Resumen

ROSA, Amorim; LOUREIRO, Luís  y  SEQUEIRA, Carlos. Literacia em saúde mental sobre depressão: Um estudo com adolescentes portugueses. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2019, n.21, pp.40-46. ISSN 1647-2160.  http://dx.doi.org/10.19131/rpesm.0236.

CONTEXTO: Em todo o mundo, estima-se que 10% a 20% dos adolescentes vivenciem problemas de saúde mental. A esta suscetibilidade associa-se uma forte relutância e atrasos na procura de ajuda profissional. A depressão representa um problema de saúde global, e uma das principais causas de carga de doença em todo o mundo. A adolescência constitui um período crítico para o início da depressão, sendo também relevante o facto de que os adolescentes são o grupo que menos uso faz dos serviços de saúde, mesmo em situações graves de doença mental em que necessitam de ajuda especializada. OBJETIVO: Caraterizar a literacia em saúde mental sobre depressão em adolescentes. MÉTODO: Estudo exploratório descritivo. Foi aplicada a MentaHLiS-Depressão a uma amostra de 251 adolescentes (142 raparigas e 109 rapazes), com idades entre os 10 e os 18 anos (M=14,31 ± 2,18), estudantes do 2º, 3º ciclos e secundário, em escolas públicas do distrito de Coimbra. Calcularam-se as estatísticas resumo apropriadas e as frequências absolutas e percentuais. RESULTADOS: 33,5% dos participantes não reconheceram o problema apresentado na vinheta. Nos outros componentes, os níveis de literacia são modestos, verificando-se a preferência por fontes informais de ajuda e a opção pelo apoio social e encaminhamento passivo como estratégias de primeira ajuda em saúde mental. CONCLUSÕES: Verificaram-se défices significativos em alguns componentes da literacia sobre a depressão nos adolescentes, sendo necessária uma intervenção nesta área.

Palabras clave : Alfabetização em saúde; Saúde mental; Adolescentes; Depressão.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons