SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número especial 4Os limites do ensino teórico-prático da saúde mental na formação do profissional de saúde índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

DIOGO, Paula et al. Supervisão de estudantes em ensino clínico: Correlação entre desenvolvimento de competências emocionais e função de suporte. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2016, n.spe4, pp.115-122. ISSN 1647-2160.  http://dx.doi.org/10.19131/rpesm.0150.

Os estudantes de enfermagem têm que lidar com situações emocionalmente intensas nas interações de cuidados. Estas experiências comportam um trabalho emocional de dupla centralidade (aprendizagens ao nível da gestão das emoções dos clientes e ao nível do seu mundo emocional interno). Esta problemática conduz a um estudo com a finalidade de analisar o efeito da função de suporte do enfermeiro supervisor no desenvolvimento de competências dos estudantes de enfermagem em ensino clínico, para o desempenho do trabalho emocional. É um estudo exploratório, descritivo e correlacional, de abordagem mista. A amostra é intencional e tem como participantes 168 estudantes do 4.º ano do Curso de Licenciatura em Enfermagem e 25 enfermeiros supervisores que realizaram o Curso de Supervisão em Ensino Clínico de uma Escola Superior de Enfermagem portuguesa. Recorreu-se a um questionário aplicado aos estudantes e a jornais de aprendizagem elaborados pelos enfermeiros, como instrumentos de recolha de dados. Os dados quantitativos foram submetidos a análise estatística descritiva do tipo não-paramétrico e os dados qualitativos foram sujeitos a análise de conteúdo convencional, procedendo-se ao respetivo cruzamento. Os resultados revelam que as necessidades formativas e as expetativas dos estudantes face à supervisão são consonantes com as estratégias de suporte de gestão emocional mobilizadas pelos enfermeiros supervisores. Tendo em conta a hipótese de estudo, corrobora-se que a função de suporte do enfermeiro supervisor é potenciadora do desenvolvimento de competências para o desempenho do trabalho emocional no estudante de enfermagem em ensino clínico.

Palavras-chave : Supervisão; Estudantes de enfermagem; Inteligência emocional; Competência clínica.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons