SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número16Relação entre resiliência e burnout: Promoção da saúde mental e ocupacional dos enfermeirosLiteracia em saúde mental sobre abuso de álcool em adolescentes: Desenvolvimento de um instrumento de medida índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

BASTOS, Celeste et al. Ajustamento emocional em doentes com sarcoma e a perceção de suporte autónomo dado pelos enfermeiros. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2016, n.16, pp.49-58. ISSN 1647-2160.  http://dx.doi.org/10.19131/rpesm.0157.

Os sarcomas são tumores malignos raros, com consequências negativas para a funcionalidade e autoimagem, e que se associam a um maior risco de perturbação emocional, revelando-se fundamental estudar o papel dos enfermeiros no suporte fornecido a estes doentes. O objetivo do estudo foi analisar a relação entre o ajustamento emocional e a perceção sobre o ambiente terapêutico, em três momentos do processo de tratamento. Realizou-se um estudo longitudinal, numa amostra de 24 pessoas com sarcoma (ósseo ou dos tecidos moles), com uma média de 41 anos de idade e de 10 anos de escolaridade. Os instrumentos utilizados foram: questionário de caracterização sociodemográfica e clínica, a versão portuguesa da Escala de Ansiedade e Depressão Hospitalar (EADH) e o Questionário de Perceção do Cliente sobre o Ambiente Terapêutico (QPCAT). Globalmente foram identificados níveis baixos de ansiedade e de depressão ao longo do tratamento. Os doentes demonstraram uma perceção favorável sobre o suporte proporcionado pelos enfermeiros, com repercussões positivas no seu ajustamento emocional, em especial nas fases mais avançadas do tratamento. Os resultados sugerem que os enfermeiros apoiam e encorajam os doentes na gestão do seu tratamento, sendo este suporte promotor de um bom ajustamento psicossocial. São ainda evidenciados alguns indicadores de maior vulnerabilidade que requerem um suporte terapêutico ajustado às suas necessidades ao longo do percurso da doença e do tratamento.

Palavras-chave : Sarcoma; Ansiedade; Depressão; Autonomia pessoal.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons