SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número16Ansiedade em adolescentes: Efeitos de um programa de preparação psicológica para a hospitalizaçãoMudanças percebidas por usuários após tratamento de dependência ao álcool índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

TEIXEIRA, Abílio Cardoso; NOGUEIRA, Maria Assunção Almeida  e  ALVES, Paulo Jorge Pereira. Empoderamento psicológico em enfermagem: tradução, adaptação e validação do "Psychological Empowerment Instrument". Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2016, n.16, pp.27-33. ISSN 1647-2160.  http://dx.doi.org/10.19131/rpesm.0154.

CONTEXTO: O Empoderamento profissional emEnfermagem, tendo um impato positivo no enfermeiro, no cliente, nas instituições de Saúde e na disciplina de Enfermagem, reveste-se de extrema importância. OBJETIVOS: Não havendo um instrumento capaz de mensurar Empoderamento (de uma perspetiva psicológica) validado para a população portuguesa, surge este estudo. METODOLOGIA: Num estudo do tipo metodológico, através de processo de tradução e retrotradução visamos traduzir, adaptar e validar o "Psychological Empowerment Instrument", com recurso a um amostra probabilística estratificada, formada por enfermeiros de um hospital geral do Porto, Portugal. RESULTADOS: Quatro fatores foram identificados, através da análise fatorial, coincidentes com os identificados por Spreitzer (1995). Estes fatores explicam 73.504% da variância total da escala e, isoladamente, explicam 24.459 (Sentido), 18.780 (Impacto), 15.470 (Auto-determinação) e 15.028 (Competência). A fiabilidade da escala foi estimada através do coeficiente alfa de Cronbach, com um valor total de 0.824 (o valor das diferentes dimensões variam entre 0.688 e 0.868), pelo que consideramos que esta escala possui consistência interna. Verificamos ainda uma correlação estatisticamente significativa entre as diferentes dimensões, variando os coeficientes da correlação de Pearson entre 0.173 e 0.594. CONCLUSÃO: Neste sentido, consideramos ter obtido uma versão do "Psychological Empowerment Instrument" válida para a amostra em estudo.

Palavras-chave : Empoderamento; Estudos de validação.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons