SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número15Como pensam os parlamentares brasileiros sobre álcool, tabaco e drogas: Uma investigação no Congresso NacionalRaciocínio e planificação de atividades de ocupação terapêutica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

ZANELLA, Michele; LUZ, Heloísa Helena Venturi; BENETTI, Idonézia Collodel  e  ROBERTI JUNIOR, João Paulo. Medicalização e saúde mental: Estratégias alternativas. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2016, n.15, pp.53-62. ISSN 1647-2160.  http://dx.doi.org/10.19131/rpesm.0132.

INTRODUÇÃO: A normatização do comportamento, baseada na prescrição de fármacos, tem sido utilizada indiscriminadamente. Uma verdadeira epidemia de diagnósticos, priorizando e delegando à neurobiologia a responsabilidade dos desajustes de crianças e adultos, tem desprezado aspectos psicológicos, históricos e sociais. OBJETIVO: Discutir as alternativas ao modelo biomédico predominante e à medicalização indiscriminada de crianças e adultos, problematizando e sugerindo possíveis estratégias em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, oferecidas na Rede Pública de Saúde brasileira. MÉTODOS: É um trabalho discursivo, expositivo-argumentativo, que versa sobre um tema específico, ancorado no Método de Leitura Científica, que pressupõe as visões sincrética, analítica e sintética. CONCLUSÕES: Todos os profissionais de saúde devem sentir-se capazes do cuidado em Saúde Mental, além do tratamento farmacológico, visto que, em grande parte dos casos, o que o paciente deseja é empatia e escuta honesta. E se, de fato, muitos dos diagnósticos não são clinicamente válidos, porque são uma forma socialmente construída de medicalizar comportamentos "indesejáveis", então a sua remoção do DSM não somente é lógica, como também é ética e necessária.

Palavras-chave : Medicalização; Sistemas de apoio psicossocial; Saúde mental; Serviços de saúde mental.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons