SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número13Ansiedade e medos das gestantes diante do parto: A importância da sua detecçãoAvaliação da saúde mental positiva e sentido de coerência em profissionais de saúde mental índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

BORGES, Elisabete Maria das Neves  e  FERREIRA, Teresa de Jesus Rodrigues. Bullying no trabalho: Adaptação do Negative Acts Questionnaire-Revised (NAQ-R) em enfermeiros. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2015, n.13, pp.25-33. ISSN 1647-2160.

O bullying no local de trabalho tem sido alvo de interesse crescente evidenciando a pertinência e necessidade da sua identificação e da implementação de programas de intervenção. Este estudo tem como objectivo adaptar o "Negative Acts Questionnaire-Revised" - NAQ-R (Einarsen & Hoel, 2001; versão portuguesa de Araújo, McIntyre, & McIntyre, 2004) e analisar as suas propriedades psicométricas numa amostra de enfermeiros portugueses. Foi utilizado o NAQ-R, que avalia o fenómeno do bullying no trabalho nos domínios da Intimidação, Exclusão, Qualidade/Sobrecarga de Trabalho e Subvalorização do Trabalho. A amostra foi de conveniência, sendo constituída por 151 enfermeiros que frequentavam Cursos de Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem numa Escola Superior de Enfermagem da região norte de Portugal. O questionário apresentou valores de consistência interna para a escala global de 0.85, e entre 0.67 e 0.76 para as várias subescalas. A validade de critério revelou uma associação negativa estatisticamente significativa entre bullying e medidas critério de qualidade de vida (Short-Form Health Survey SF36-V1) e de perceção de qualidade de vida em geral, e uma associação positiva estatisticamente significativa entre bullying e perceção de stresse relacionado com o trabalho, corroborando outros estudos. Concluiu-se que a escala NAQ-R apresenta resultados satisfatórios para avaliação do fenómeno, podendo ser considerado um instrumento válido, fiável e sensível. Contudo, deve ser reutilizado na população portuguesa para consolidação das suas propriedades psicométricas. Será útil também para prevenir consequências negativas na saúde ocupacional e mental do enfermeiro e na qualidade da prática clínica exercida.

Palavras-chave : Bullying; Saúde ocupacional; Saúde mental; Enfermeiros.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons