SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número especial 2Prioridades de investigação em saúde mental e a transformação do modelo assistencialEfeito da massagem terapêutica na saúde mental das pessoas com patologia oncológica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

ANDRE, Maria Clara et al. Consumo de tabaco na mulher grávida: Revisão sistemática da literatura. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2015, n.spe2, pp.113-118. ISSN 1647-2160.

CONTEXTO: O tabagismo durante a gravidez é considerado fator de risco quer para a mulher quer para o feto. O Programa Nacional de Prevenção e Controlo do Tabagismo - PNPCT, Direção Geral da Saúde - DGS (2013) contempla nos objetivos operacionais: Caracterizar o consumo de tabaco e a exposição ao fumo ambiental, na mulher grávida, até 2015. Enquanto Escola Promotora de Saúde (EPS) estamos sensíveis a esta temática, e no âmbito da Unidade de Monitorização de Indicadores em Saúde (UMIS) pretendemos continuar a intervir ao nível da comunidade. Esta revisão sistemática da literatura (RSL) surge como forma de conhecer o estado da arte da problemática e de referenciar instrumentos que permitam a caracterização do consumo de tabaco na mulher grávida. OBJETIVO(S): Identificar instrumentos para a caracterização do consumo de tabaco na mulher grávida. METODOLOGIA: RSL pelo método PI[C]OD com a questão: Que instrumentos permitem a caracterização do consumo de tabaco na mulher grávida? Com artigos publicados nas bases de dados da interface-EBSCOhost, de 2003-2013. Dos 59 artigos identificados e com a aplicação dos critérios (inclusão/exclusão), resultaram 11 artigos. RESULTADOS: Da análise dos artigos foram identificados diferentes instrumentos de colheita de dados que permitem a caracterização do consumo de tabaco nas mulheres grávidas, nomeadamente escalas, questionários e testes bioquímicos de avaliação da cotinina. CONCLUSÕES: Os instrumentos identificados e as estratégias utilizadas para a aplicação dos mesmos dão contributos consistentes para a elaboração de um instrumento de colheita de dados que permita a caracterização do consumo de tabaco na mulher grávida e futura intervenção na comunidade.

Palavras-chave : Mulher grávida; Tabaco; Escalas; Enfermagem.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )