SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número especial 1A intervenção psicoterapêutica em enfermagem de saúde mental: Conceitos e desafiosPromoção da saúde mental na gravidez e no pós-parto índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

ANDRADE, Luísa; MARTINS, Maria Manuela; ANGELO, Margareth  e  MARTINHO, Júlia. A saúde mental na parentalidade de filhos gémeos: revisão da literatura. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2014, n.spe1, pp.109-116. ISSN 1647-2160.

A saúde mental é condicionada por múltiplos fatores: pessoais, familiares e sociais. Sabendo nós que o exercício do papel parental é dos mais exigentes, acreditamos que este pode condicionar a qualidade de vida. Quando este papel é exercido com filhos gémeos há reconhecidamente maior exigência podendo por si só comprometer a saúde mental de quem o exerce. OBJETIVOS: Conhecer os riscos para saúde mental dos pais na gemelaridade. Identificar os fatores psicossociais que influenciam a experiência parental na gemelaridade. METODOLOGIA: Revisão sistemática de estudos primários publicados entre 2000-2012 em bases de dados referenciais: ISI Web of Science e Scopus database. RESULTADOS: Foram identificados 483 artigos (Scopus-274 artigos, Web of Science-275 sendo 66 destes comuns às duas bases de dados referenciais). Procedeu-se à leitura dos resumos após o qual selecionamos 15 artigos tendo em consideração os critérios de inclusão (disponibilidade dos artigos nas bases consultadas; a temática da vivência da parentalidade na gemelaridade ser central aos estudos). Os estudos em análise procuram identificar variáveis que influenciam a qualidade de vida nos pais focando-se em particular na saúde mental, no bem-estar psicossocial e no stresse parental. Níveis de stresse, ansiedade no apego materno, adaptação conjugal, paridade e tempo de gestação foram preditores da saúde mental nas mães. CONCLUSÕES: A experiência da parentalidade de gémeos é mais exigente e complexa. A compreensão desta problemática torna-se fundamental porque permite estabelecer intervenções facilitadoras ao seu desempenho e que por isso são promotoras de uma melhor saúde mental.

Palavras-chave : Pais; Gémeos; Saúde mental.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )