SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número especial 1Intervenções promotoras da literacia em saúde mental dos adolescentes: Uma revisão sistemática da literaturaA intervenção psicoterapêutica em enfermagem de saúde mental: Conceitos e desafios índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

MARTINHO, Júlia; PIRES, Regina; CARVALHO, José Carlos  e  PIMENTA, Graça. Formação e desenvolvimento de competências de estudantes de enfermagem em contexto de ensino clínico em saúde mental e psiquiatria. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2014, n.spe1, pp.97-102. ISSN 1647-2160.

A formação em contexto da prática é uma componente fundamental na integração de saberes e desenvolvimento de competências dos estudantes de enfermagem, constituindo um eixo estruturante da sua socialização e construção da identidade profissional. Considerando a complexidade que envolve a formação em contexto de saúde mental e psiquiatria, a supervisão dos estudantes assume uma relevância decisiva, na medida em que lhes proporciona os instrumentos necessários para a otimização da aprendizagem e desenvolvimento de competências. OBJETIVO: conhecer as perspetivas dos estudantes sobre o ensino clínico em contexto de saúde mental e psiquiatria e as competências desenvolvidas no decurso do mesmo. METODOLOGIA: estudo exploratório, de natureza quantitativa. Colheita de dados efetuada de 13 de fevereiro a 30 abril 2013. Todos os procedimentos éticos foram respeitados. Realizada a caraterização sociodemográfica do estudante e a avaliação das competências que se desenvolvem com maior predominância através da escala Adaptive Competency Profile - ACP, validada para Portugal. RESULTADOS: amostra constituída por 48 estudantes, sendo 42 (87,5%) do sexo feminino, com M=22,9 anos (DP=3,9). Como motivação para a escolha do curso, 42,6% referem a questão vocacional, 34,4% o interesse na área da saúde e 23% o fato de terem contactado com a enfermagem enquanto recetores de cuidados. CONCLUSÕES: os estudantes salientam o ensino clínico como uma mais-valia possibilitando-lhes confronto com a realidade da profissão, proporcionando-lhes experiências de trabalho e preparação para o futuro. As competências mais desenvolvidas em contexto de psiquiatria são as de relação, ligadas à experiência concreta e à observação reflexiva.

Palavras-chave : Saúde mental; Estudantes; Estágio clínico; Educação baseada em competências.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )