SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número10Desenvolvimento de um catálogo CIPE: Necessidades do idoso em enfermagem de saúde mental e psiquiatriaAnálise das atividades desenvolvidas por mulheres depressivas assistidas em um serviço de saúde mental índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental

versão impressa ISSN 1647-2160

Resumo

APOSTOLO, João Luís Alves; ROSA, Ana Isabel da Silva; CASTRO, Inês Barata Sá  e  CARDOSO, Daniela Filipa Batista. Estimulação cognitiva em idosos. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2013, n.10, pp.24-28. ISSN 1647-2160.

OBJETIVOS: Avaliar o efeito de um Programa de Estimulação Cognitiva (PEC) na cognição em idosos. METODOLOGIA:Estudo pré-teste pós-teste em duas amostras diferentes, em diferentes contextos (estudos 1 e 2) usando um PEC. O estudo 1 decorreu numa Unidade de Cuidados Continuados, com uma amostra de 13 doentes (quatro homens e 9 mulheres; média de idades 66.90; SD 6.20 anos). O estudo 2 teve lugar num Centro de Dia com uma amostra de 27 idosos (8 homens e 19 mulheres; média de idades 82.48; DP 7.06). Um doente foi excluído da amostra 1 por não ter completado o programa. As intervenções foram ajustadas às incapacidades dos participantes. A versão Portuguesa do Mini-Mental State Examination de Folstein e Índice de Barthel foram usados como pré-teste e pós-teste, e a evolução foi avaliada pelo teste de Wilcoxon Signed-Rank. RESULTADOS: No estudo 1, 5 doentes apresentaram uma evolução negativa na função cognitiva, 6 uma evolução positiva e 1 não teve evolução. No estudo 2, 3 idosos tiveram uma evolução negativa, 14 uma evolução positiva e 10 mantiveram o seu nível cognitivo funcional. Nas atividades de vida diária, o estudo 1 teve 9 evoluções negativas, 1 positiva e 2 idosos mantiveram o seu nível, enquanto no estudo 2 não apresentaram diferenças nas competências funcionais básicas entre o pré-teste e o pós-teste. CONCLUSÕES: Os resultados apontam para um efeito positivo da estimulação cognitiva na função cognitiva de idosos. Portanto, os PECs devem ser incluídos nos cuidados de saúde.

Palavras-chave : Idoso; Cognição; Demência.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )