SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número2Evolução e tendências formativas em angiologia e cirurgia vascular: a experiência de uma instituiçãoTratamento cirúrgico de um leiomiossarcoma do membro inferior índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Angiologia e Cirurgia Vascular

versão impressa ISSN 1646-706X

Resumo

GOUVEIA, Rita; BRAVO, Pedro; SANTOS, Cristina  e  RAMOS, Aura. Lesão renal aguda induzida pelo contraste: Uma revisão focando as estratégias profilácticas. Angiol Cir Vasc [online]. 2015, vol.11, n.2, pp.68-78. ISSN 1646-706X.

A lesão renal aguda associada ao uso de contraste iodado é a 3ª causa mais frequente de lesão renal aguda intra-hospitalar, sendo responsável por 11% de todos os casos. A lesão renal aguda induzida pelo contraste associa-se a pior prognóstico a curto e longo prazo, bem como a maior duração do internamento hospitalar e maiores custos. À medida que o número de angiografias diagnósticas e terapêuticas e tomografias computorizadas aumenta na prática clínica e que maiores doses de contraste são administradas a doentes com idades mais avançadas e maior número de co-morbilidades, a lesão renal aguda induzida pelo contraste é um problema crescente. A lesão renal aguda induzida pelo contraste é uma forma única de lesão renal aguda na medida em que os factores de risco são conhecidos e é previsível no tempo. Assim, torna-se possível a implementação de medidas profilácticas nos doentes em risco. Os autores pesquisaram artigos sobre lesão renal aguda induzida pelo contraste e estratégias profilácticas em diversas revistas nefrológicas (‘‘American Journal of Kidney Disease’’, ‘‘Journal of the American Society of Nephrology’’, ‘‘Clinical Journal of the American Society of Nephrology’’, ‘‘Kidney International’’ and ‘‘Nephrology Dialysis Transplantation’’). Posteriormente, foram efectuadas pesquisas individuais na base de dados MEDLINE® de estudos randomizados controlados e metanálises para cada estratégia profiláctica encontrada. Várias abordagens na prevenção da lesão renal aguda induzida pelo contraste têm sido descritas, das quais a hidratação vigorosa e o uso e contraste iodado não-iónico são as mais importantes. A administração de N-acetilcisteína oral é também uma estratégia popular em virtude do seu favorável perfil de risco/benefício. As estatinas têm vindo a ser descritas como protectoras contra a lesão renal aguda induzida pelo contraste. Os autores fazem uma revisão da patologia e das intervenções profilácticas testadas, propondo uma estratégia preventiva.

Palavras-chave : Lesão renal aguda; Meio de contraste; Angiografia; Tomografia computorizada.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons