SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número3Tratamento do Síndrome do Túnel Cárpico: Anestesia Geral versus Local?Desenvolvimento de pseudoaneurisma após fratura da extremidade proximal do úmero índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia

versão impressa ISSN 1646-2122

Resumo

COSTA, Jorge et al. Espondilodiscite piogénica em adultos: diagnóstico e tratamento. Rev. Port. Ortop. Traum. [online]. 2015, vol.23, n.3, pp.225-235. ISSN 1646-2122.

Espondilodiscite corresponde a um processo infeccioso que atinge o disco intervertebral e corpos vertebrais contíguos, afectando regra geral dois corpos vertebrais e o disco intervertebral adjacente. As manifestações clinicas podem ser agudas ou subagudas, dependendo de factores como a patogenicidade do microrganismo envolvido, competência imunológica ou idade, atingindo sobretudo o segmento lombar da coluna vertebral. A baixa incidência, percurso insidioso e a elevada prevalência de lombalgia na população geral dificultam o diagnóstico precoce, exigindo assim maior grau de suspeição. Quanto à etiologia pode ser piogénica ou granulomatosa, sendo a via hematogénica a forma de disseminação mais comum. O diagnóstico baseia-se na conjugação das manifestações clínicas, exames laboratoriais e imagiológicos. O tratamento é, na maioria dos casos, conservador, reservando-se a abordagem cirúrgica para os casos refractários, com deficit neurológico, deformidade ou instabilidade progressivas. Os autores fazem uma revisão do tema de modo a fornecer linhas orientadoras para um diagnóstico precoce e elaboram um diagrama de diagnóstico e abordagem terapêutica.

Palavras-chave : Espondilodiscite; infecção; adulto; diagnóstico; terapêutica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons