SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número3Escala de Identidade Profissional de Professores de Educação Física: Procedimentos de construção e validaçãoMagnitude da hipotensão pós-exercício aeróbio agudo: Uma revisão sistemática dos estudos randomizados índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Motricidade

versão impressa ISSN 1646-107X

Resumo

OLIVEIRA, Thiago A. Costa de et al. A restrição espaciotemporal sobre a tomada de decisão de virar do nadador. Motri. [online]. 2014, vol.10, n.3, pp.90-98. ISSN 1646-107X.  http://dx.doi.org/10.6063/motricidade.10(3).3052.

Este estudo investigou a tomada de decisão de virar do nadador a partir de variáveis informativas espaciotemporais. Para este fim, provas de 50 metros dos nados crawl e costas para homens e mulheres foram selecionados de uma competição de natação, e analisadas através do software Tacto. Os participantes foram 120 adultos de ambos os sexos com idades entre 20 e 70 anos. As distâncias da parede da piscina em que os nadadores iniciaram a viragem foram analisadas em relação à velocidade e à variabilidade de deslocamento, as quais foram divididas em quatro grupos adotando-se quartis como os pontos de corte. Os resultados mostraram que para todas as condições, os nadadores que apresentaram maior velocidade e menor variabilidade de deslocamento decidiram iniciar a viragem a uma distância maior da parede da piscina, e vice-versa. Além disso, a maior distância pareceu estar relacionada ao desempenho bem-sucedido. Estes resultados sugerem que os nadadores devem estar em sintonia com a informação espaciotemporal e espacial a fim de maximizar o seu desempenho.

Palavras-chave : viragens em natação; restrição espaciotemporal; tomada de decisão.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons