SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número42A Grande Guerra e as relações internacionais de Portugal: Da Monarquia à RepúblicaRevisitando os Balcãs no Centenário índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Relações Internacionais (R:I)

versão impressa ISSN 1645-9199

Resumo

DAEHNHARDT, Patrícia. As origens da Grande Guerra e o estatuto de Grande Potência: o caso da Alemanha. Relações Internacionais [online]. 2014, n.42, pp.79-93. ISSN 1645-9199.

O artigo aborda a temática das origens da Grande Guerra da perspetiva do estatuto de Grande Potência da Alemanha e analisa o conjunto de debates e de publicações mais recentes sobre o papel da Alemanha nas vésperas da Guerra. É analisado o debate histórico sobre a questão da culpabilização e o papel de Berlim, desde a análise convencional prevalecente na Alemanha de revisionismo das décadas de 1960 e 1970 que deu origem ao chamado primeiro ‘debate histórico’ na Alemanha Federal, até à interpretação prevalecente na Alemanha unificada relativamente ao argumento de que as ações da Alemanha contribuíram decisivamente para a eclosão do conflito. Mais recentemente parece emergir um novo consenso entre os historiadores de que a eclosão da guerra não tinha nada de inevitável e de que todas as potências contribuíram, por motivações divergentes, para o início da Grande Guerra.

Palavras-chave : I Guerra Mundial; Alemanha; culpa de guerra; debate histórico; Historikerstreit.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )