SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número2Autoconceito e autoeficácia associados à prática de atividades corporais entre estudantesConfiança dos estudantes de medicina nos seus médicos de família índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

PALMA, Victor Hugo et al. Tríade negra na adolescência: relação com impulsividade e perturbação do comportamento. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2020, vol.21, n.2, pp.355-366. ISSN 1645-0086.  http://dx.doi.org/10.15309/20psd210210.

O objetivo do presente estudo foi analisar a capacidade preditiva da Tríade Negra (maquiavelismo, narcisismo e psicopatia) na impulsividade e perturbação do comportamento (PC). Para tal, recorreu-se a uma amostra total de adolescentes portugueses (N = 601; M idade = 15,95 anos; DP = 1,05 anos; amplitude = 13-18 anos), subdividida em grupo masculino forense (n = 131), grupo masculino escolar (n = 257) e grupo feminino escolar (n = 213). Após a elaboração de modelos de regressão linear múltipla, os resultados indicaram que a dimensão psicopatia da Tríade Negra (TN) é a que mais contribuiu para a predição da impulsividade e da PC. Adicionalmente procedeu-se à avaliação dos traços de TN, impulsividade e PC nos grupos em estudo. O grupo masculino forense apresentou pontuações mais elevadas do que os grupos masculino e feminino escolar. O grupo masculino escolar apresentou pontuações mais elevadas do que o grupo feminino escolar. Deve continuar a ser explorado, em estudos futuros, o papel da TN na predição da impulsividade e PC para melhor clarificar esta relação, assim como também a avaliação dos traços de TN, impulsividade e PC em adolescentes portugueses, em contexto forense e escolar.

Palavras-chave : Adolescência; impulsividade; perturbação do comportamento; tríade negra.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons